Rosberg vence ‘Guerra Fria’ em Mônaco e reassume ponta do Mundial

Antes amigos, Rosberg e Hamilton começaram a alimentar uma rivalidade com a dominância da equipe Mercedes na Fórmula 1, intensificada pelas quatro vitórias consecutivas do britânico

Comentar
Compartilhar
25 MAI 201411h17

O alemão Nico Rosberg retomou a primeira colocação do Campeonato Mundial de Fórmula 1 ao conquistar o Grande Prêmio de Mônaco da categoria, na manhã deste domingo. Em sua segunda vitória consecutiva no tradicional circuito de rua, o filho de Keke Rosberg venceu uma ‘Guerra Fria’ com o britânico Lewis Hamilton, seu companheiro na equipe Mercedes e segundo colocado da prova.

Antes amigos, Rosberg e Hamilton começaram a alimentar uma rivalidade com a dominância da equipe Mercedes na Fórmula 1, intensificada pelas quatro vitórias consecutivas do britânico. A relação se deteriorou ainda mais no treino classificatório deste sábado, em que o alemão fez a pole.

Quando já ocupava a primeira colocação do treino, Rosberg saiu para mais uma volta rápida e escapou na Mirabeau, causando bandeira amarela, o que impediu que Hamilton tentasse superar a marca. O fato estremeceu a relação dentro da equipe Mercedes e criou a expectativa de uma dura batalha para corrida.

Porém, como na Guerra Fria entre Estados Unidos e União Soviética, as duas principais forças se mantiveram em estado de tensão quase permanentemente na prova em Mônaco, mas sem agressões diretas. Rosberg liderou a prova de ponta a ponta, sem sofrer ataques de Hamilton, que caiu de rendimento no fim com um problema no olho e cruzou a linha de chegada a 9s2 de seu companheiro de equipe. O autraliano Daniel Ricciardo completou o pódio.

A quarta colocação em Mônaco ficou nas mãos do espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, seguido por Nico Hulkenberg e Jenson Button. O brasileiro Felipe Massa, que largou em 16º, fez boa prova e acabou em sétimo. Jules Bianchi foi o oitavo, à frente de Romain Grosjean e Kevin Magnussen.

A vitória de Rosberg neste domingo o recoloca na liderança do Campeonato Mundial de Fórmula 1 com 122 pontos ganhos, com quatro de vantagem para Hamilton, agora vice-líder da temporada. Em terceiro aparece o espanhol Fernando Alonso, com 61. A próxima etapa do calendário é o GP do Canadá, em 8 de junho.


O alemão Nico Rosberg retomou a primeira colocação do Campeonato Mundial de Fórmula 1 (Foto: Luca Bruno/Associated Press/Estadão Conteúdo)

A prova

Nico Rosberg conseguiu defender a primeira posição na largada em Mônaco sem sofrer ataques insistentes de Hamilton, que se manteve na segunda colocação. O destaque do início de prova foi Kimi Raikkonen que pulou da sexta para a quarta posição.

Embora os ponteiros não tenham se tocado, a primeira volta em Monte Carlo teve um acidente envolvendo os carros na parte de trás do pelotão, o que forçou a entrada do safety car ainda no giro inicial. O carro de segurança retornou aos boxes no fim da terceira volta.

Quem teve problemas desta vez foi o alemão Sebastian Vettel, que precisou parar para tentar se recuperar de um defeito em seu carro da Red Bull. Sem sucesso, ele abandonou a prova logo em seguida.

Os carros da Mercedes logo abriram vantagem sobre os rivais, mas sem brigar entre si pela ponta. O safety car voltou à pista na 26ª volta por conta de um acidente do alemão Adrian Sutil. Quase todos os pilotos aproveitaram a oportunidade para ir aos boxes e colocar os pneus macios.

Rosberg manteve a ponta, seguido por Hamilton, Daniel Ricciardo e Fernando Alonso. O brasileiro Felipe Massa, sem parar até então, apareceu na quinta posição com sua Williams. Quando o carro de segurança retornou aos boxes, na 30ª volta, os carros da Mercedes seguraram as primeiras colocações sem sustos, mas também sem ataques entre si.

Felipe Massa parou apenas na 46ª volta, retornando à pista na 11ª posição com a esperança de usar os pneus mais novos para tentar ganhar posições no pelotão, o que deu certo. Ele ainda contou com quebras e batidas de rivais para cruzar em sétimo.

Na ponta, Rosberg ainda foi beneficiado pela queda de rendimento de Hamilton, com problemas no olho, e conquistou a segunda vitória consecutiva em Mônaco. Já o britânico precisou brigar com Ricciardo para segurar a segunda colocação.

Veja o resultado do Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1:

1: Nico Rosberg (ALE/Mercedes)
2: Lewis Hamilton (ING/Mercedes)
3: Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)
4: Fernando Alonso (ESP/Ferrari)
5: Nico Hulkenberg (ALE/Force India)
6: Jenson Button (ING/McLaren)
7: Felipe Massa (BRA/Williams)
8: Jules Bianchi (FRA/Marussia)
9: Romain Grosjean (FRA/Lotus)
10: Kevin Magnussen (DIN/McLaren)
11: Marcus Ericsson (SUE/Caterham)
12: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)
13: Kamui Kobayashi (JAP/Caterham)
14: Max Chilton (ING/Marussia)

Não completaram:

Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber)
Valtteri Bottas (FIN/Williams)
Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso)
Adrian Sutil (ALE/Sauber)
Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso)
Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)
Sergio Pérez (MEX/Force India)
Pastor Maldonado (VEN/Lotus)