Rafael Nadal vence Roland Garros pela nona vez

Com o título, “El Toro Miura” assegura a ponta do ranking da ATP e chega ao seu 14º título de Grand Slam na carreira, ultrapassando Pete Sampras

Comentar
Compartilhar
08 JUN 201415h34

Roland Garros viu o seu maior vencedor conquistar mais um título. O espanhol Rafael Nadal, o melhor do mundo, derrotou o número dois na final, o sérvio Novak Djokovic por 3 sets a 1, de virada, com parciais de 3/6, 7/5, 6/2 e 6/4, em 3h32, na manhã deste domingo, em Paris, e vai levar para casa seu nono troféu do Aberto da França.

Com o título, “El Toro Miura” assegura a ponta do ranking da ATP e chega ao seu 14º título de Grand Slam na carreira, ultrapassando Pete Sampras e ficando atrás somente do suíço Roger Federer, que ganhou esse tipo de torneio 17 vezes. O espanhol também aumenta a vantagem em confrontos diretos, chegando à 23ª vitória sobre o sérvio, que segue com 19 triunfos.

Alguns tabus permanecem e outro se encerra. Djokovic segue sem vencer Nadal em Roland Garros e continua sem ser campeão do principal campeonato de saibro do mundo. Com o vice-campeonato, “Nole” permanece como segundo melhor tenista do globo. Já Nadal, volta a vencer seu maior rival na atualidade após perder quatro partidas seguidas e ainda reforça seu domínio no piso de terra batida.

O tenista espanhol Rafael Nadal recebe o troféu de campeão de Roland Garros, após vencer o sérvio Novak Djokovic na final, realizada em Paris, França, neste domingo (08). (Foto: Darko Vojinovic)

O Jogo

O primeiro set começou com um festival de pancadas de ambos os tenistas. Djokovic defendia e atacava com eficiência no fundo de quadra e deu mais trabalho para Nadal confirmar seu saque. Tanto que no oitavo game, quando a partida estava empatada, o sérvio conseguiu quebrar o serviço do espanhol e depois sacou para fechar em 6/3, em 45 minutos.

“El Toro”, como é apelidado o tenista espanhol, voltou melhor defensivamente para a segunda parcial e conseguiu quebrar o saque de Djokovic no sexto game. Voltou a repetir o feito no 12º game, quando foi muito agressivo na rede, e igualou o duelo em 7/5.

Djokovic não sacou tão bem no terceiro set, sendo quebrado no segundo e oitavo games. Quando Nadal sacou, o sérvio lutou para conseguir uma quebra, porém as deixadinhas e os winners do espanhol eram perfeitos, dando a vitória ao número um em tranquilos 6/2.

Visivelmente mais nervoso no quarto set, Djokovic já não tinha em seus saques a mesma potência nas parciais anteriores. O sérvio até conseguiu equilibrar as ações e devolveu uma quebra no sétimo game para depois sacar e empatar em 4/4. Só que no décimo game, "El Toro" aproveitou-se de uma dupla falta de Djoko para conseguir mais uma quebra e fechar o set e o campeonato em 6/4.