Paulinho diz que não mudará nada por gols e Seleção

O jogador adoraria continuar balançando as redes com frequência e sendo chamado para a equipe verde-amarela.

Comentar
Compartilhar
18 JAN 201321h07

Foi marcante o 2012 de Paulinho, que se destacou conquistando a Copa Libertadores e o Mundial pelo Corinthians. Ele foi o artilheiro do Timão na temporada, com 13 gols, e se tornou figura constante nas convocações da Seleção Brasileira.

O jogador adoraria continuar balançando as redes com frequência e sendo chamado para a equipe verde-amarela, agora dirigida por Luiz Felipe Scolari. Segundo ele, no entanto, não adianta colocar essas metas como objetivos primeiros.

“Claro que tenho planos, mas não posso mudar o meu comportamento. Independentemente da mudança de técnico na Seleção, o que eu tenho de fazer é ajudar o Corinthians e os meus companheiros a chegar a grandes conquistas. Fazendo o melhor, não tem por que se preocupar”, comentou.

Quanto aos gols, Paulinho disse que eles não podem ser prioridade para um volante. No entanto, questionado sobre as 12 bolas que colocou na rede na última temporada, nem deixou que a pergunta fosse concluída: “Treze, treze. Foram treze gols”.

“Os gols não são a minha meta. Eles vem acontecendo pela ajuda dos meus companheiros. Se eu fizer como fiz no ano passado, ótimo. Se eu não fizer e o Corinthians continuar ganhando, tudo bem, não tem problema nenhum”, concluiu o camisa 8.

Paulinho foi o artilheiro do Timão na temporada com 13 gols (Foto: Daniel Augusto Jr/FotoArena)