Massa se diz motivado para usar novas cores e motor na Williams

A partir de 2014, ele ocupa o lugar do venezuelano Pastor Maldonado na Williams, que terá propulsores da Mercedes

Comentar
Compartilhar
25 NOV 201312h00

O brasileiro Felipe Massa, na Fórmula 1 desde 2002, se prepara para disputar sua primeira temporada na categoria sem um motor produzido pela Ferrari. Além de falar sobre o novo propulsor, o futuro piloto da Williams lembrou que não usará mais os característicos uniformes vermelhos da escuderia italiana.

“Será a primeira vez que vou dirigir um carro de Fórmula 1 sem um motor Ferrari. É uma nova experiência. Preciso me acostumar com um carro e cores diferentes”, disse Massa após completar o Grande Prêmio do Brasil, realizado no domingo, na sétima colocação.

Antes de assumir a condição de piloto titular da Ferrari, o piloto disputou três temporadas pela Sauber, equipe que usava motores produzidos pela empresa italiana. A partir de 2014, ele ocupa o lugar do venezuelano Pastor Maldonado na Williams, que terá propulsores da Mercedes.

“Estou muito animado com o futuro. Quero fazer tudo o que for possível para ajudar minha nova equipe, a mim mesmo e disputar grandes corridas novamente. Eu me sinto 100% motivado para trazer a Williams de volta para a luta”, declarou.

Felipe Massa defenderá a Williams em 2014 (Foto: Photo 4)

A Williams conquistou sete títulos mundiais de pilotos, um deles com o brasileiro Nelson Piquet, nos anos 1980 e 1990, mas fez um campeonato pífio em 2013. Com Pastor Maldonado e o finlandês Valtteri Bottas, a tradicional equipe britânica marcou míseros cinco pontos no campeonato de construtores, superando apenas as minúsculas Caterham e Marussia.

Apesar da inconsistência da Williams nos últimos anos, Massa acredita na possibilidade de contar com um carro competitivo na próxima temporada, já que o regulamento será drasticamente alterado, inclusive os motores, o que em tese aproxima o nível das equipes.

Com 139 corridas – 11 vitórias e 15 poles – em oito temporadas pela Ferrari, o brasileiro deve iniciar os trabalhos com a Williams no mês de dezembro. Ele ainda planeja participar das festividades promovidas pela escuderia italiana durante o período do Natal.