Kelly Slater idolatra Gabriel Medina: “É o cara mais perigoso do mundo"

O norte-americano vice-líder do ranking mundial, com 38.350 pontos, prometeu continuar rivalizando com o brasileiro para buscar, aos 42 anos, seu 12º título

Comentar
Compartilhar
27 AGO 201419h27

Maior nome da história do surfe, detentor de 11 títulos mundiais, o norte-americano Kelly Slater não poupou elogios ao brasileiro Gabriel Medina, por quem foi derrotado na final do WCT de algoz na final do WCT de Teahupoo, no Taiti, na última segunda-feira. Nesta quarta-feira, Slater utilizou sua conta no Instagram para elogiar Medina, atual líder do ranking mundial, com 46.150 pontos.

“Hoje, ele (Medina) é o cara mais perigoso do mundo. Só neste ano, ele venceu em Snapper, uma onda dominada por atletas regulares há mais de 10 anos. Ele venceu em Fiji, uma das ondas clássicas da turnê. E agora ele ganha o WCT do Taiti na ressaca gigante, um evento em que ele não era considerado uma ameaça. É exatamente por isso que Medina tornou-se tão perigoso”, escreveu o norte-americano.

Slater, vice-líder do ranking mundial, com 38.350 pontos, prometeu continuar rivalizando com Medina para buscar, aos 42 anos, seu 12º título.

“Ele (Medina) tem mais fome de vitória do que qualquer surfista. É completo, pois combina várias qualidades. Gabriel já passou por todos os testes este ano, mas vou fazer o possível para alcançar esse cara, porque ele precisa enfrentar desafios para estar preparado para a carreira”, completou.

Slater (à esquerda) tira