Há um ano no Peixe, Lucas Lima mira Europa e Seleção Brasileira

Titular absoluto na armação da equipe de Enderson Moreira, o canhoto camisa 20 comemora seu crescimento técnico e a posição que alcançou na carreira

Comentar
Compartilhar
27 FEV 201517h03

De promessa à realidade. Nesta sexta-feira, Lucas Lima completa um ano vestindo a camisa do Peixe. Titular absoluto na armação da equipe de Enderson Moreira, o canhoto camisa 20 comemora seu crescimento técnico e a posição que alcançou na carreira.

"Sempre foi um sonho jogar em um time grande de São Paulo. Venho conseguindo mostrar meu valor. Tenho de manter. Penso que ainda tenho de melhorar muito mais, mas fico feliz pelo ano que completo. É a realização de um sonho jogar com essa camisa", comentou o atleta de 24 anos.

Com a afirmação conquistada na última temporada, quando ganhou as primeiras oportunidades com o técnico Oswaldo de Oliveira, o mais agora sonha alto e não nega que está de olho na próxima convocação para a Seleção Brasileira.

"Sonho em ser convocado, mas mantenho o pé no chão. Tenho procurado trabalhar e espero uma chance na Seleção para mostrar meu valor. Tudo vem na hora certa. Tenho a cabeça tranquila, quero fazer meu papel no Santos, jogar bem, ganhar títulos e chegar na Seleção", comentou o atleta, que já foi visto por Dunga de perto, quando ambos defendiam o Internacional de Porto Alegre, em 2013. "Trabalhei pouco com ele, uma semana ou duas. Excelente treinador, pelo que todos me falaram lá. Não tive tanto contato. Depois de pouco contato, apareceu a oportunidade do Sport e acabei saindo", contou, citando a transferência para o clube pernambucano, onde brilhou no Campeonato Brasileiro da Série B e chamou a atenção.

Para alcançar o objetivo declarado de atuar em uma Copa do Mundo, Lucas Lima pretende se manter em evidência e, por isso, já recusou duas propostas que poderiam atrapalhar seus planos.

Lucas Lima admite que está de olho na próxima convocação para a Seleção Brasileira (Foto: Divulgação/Santos FC)

"Apareceu para eu ir para a China, mas nem vi a proposta. Falei que não queria. Não é o momento. Se eu sair, quero ir para um grande europeu. Descartei. Não desprezando, mas quero jogar na Europa, é um sonho, um objetivo", disse o meia, que recentemente recebeu um aumento salarial de 120% da diretoria alvinegra.

A proposta chinesa do Guangzhou Evergrande chegou no início deste ano. Antes, o Torino, da Itália, também se interessou pelo atleta do Santos, mas a oferta não atingiu a meta do grupo de investimento maltês Doyen Sports, que detém 80% de seus direitos econômicos. Santos e seu empresário dividem o restante.

Por ora, Lucas Lima se concentra para o duelo deste domingo, contra o Linense, no Pacaembu, em mais uma rodada do Campeonato Paulista. Mas no próximo dia 5 de março, os olhares do jogador estarão voltados para a primeira convocação de Dunga deste ano.

O Brasil enfrenta a França dia 26 de março, às 17 horas (de Brasília), no Stade de France, em Paris. Três dias depois, o adversário será o Chile, às 11 horas, no Emirates Stadium, em Londres.