Guerrero deixa treino mancando e fica distante de pegar o Grêmio

O centroavante está com uma fratura parcial em um osso do pé esquerdo, o quinto metatarso e parece pouco provável sua participação na partida válida pela Copa do Brasil

Comentar
Compartilhar
21 OUT 201314h01

Após quase duas semanas de tratamento desde a volta do Peru, Paolo Guerrero treinou com o resto grupo na manhã de segunda-feira. O resultado não foi dos melhores, e o jogador acabou deixando a atividade mancando, acompanhado do médico Guilherme Runco.

O centroavante está com uma fratura parcial em um osso do pé esquerdo, o quinto metatarso. Ele chegou a atuar no sacrifício em algumas rodadas, fazendo infiltrações analgésicas no local em duas delas, mas a dor piorou, e parece pouco provável sua participação na partida contra o Grêmio.

Tite considera o peruano muito importante para o time, motivo pelo qual pediu ajuda aos médicos. O atleta se mostrou disposto ao esforço extra, disposição sempre elogiada pelo chefe. A julgar pela movimentação no treino de segunda, porém, a vontade não será suficiente.

Guerrero mostrou limitação desde o início da atividade, mexendo-se pouco e olhando com frequência para o pé machucado. Em alguns momentos, exibia a chuteira esquerda e dava explicações aos companheiros do que estava sentindo – algo pouco agradável, sugeria sua expressão facial.

O atleta se mostrou disposto ao esforço extra, disposição sempre elogiada pelo chefe, porém, a vontade não será suficiente (Foto: Rodrigo Coca/Agência Cornthians)

Assim, é provável que Alexandre Pato seja o corintiano mais avançando no confronto com o Grêmio, no Sul, que vale vaga nas semifinais da Copa do Brasil. Emerson deverá ficar do lado esquerdo, com Douglas na armação. Na vaga da direita da linha de armadores, Edenílson é o favorito.