Euro: Eriksen cai desacordado e Dinamarca x Finlândia é interrompido

A Federação dinamarquesa afirmou que o jogador está acordado e passará por novos exames

Comentar
Compartilhar
12 JUN 2021Por Folhapress14h18
Os companheiros ficaram ao redor do meia o tempo todo, alguns de costas, sem esconder o semblante de desesperoOs companheiros ficaram ao redor do meia o tempo todo, alguns de costas, sem esconder o semblante de desesperoFoto: REPRODUÇÃO

Christian Eriksen, o camisa 10 da Dinamarca, sofreu uma síncope durante a partida contra a Finlândia neste sábado (12), na primeira rodada da Eurocopa. O jogador foi atendido no gramado e recebeu massagem cardíaca. Segundo informações do twitter oficial da Uefa, ele foi transferido para o hospital local em Copenhague e sua condição é estável. A Federação dinamarquesa também confirmou que Eriksen está acordado e passará por novos exames. A partida contra a Finlândia foi interrompida e acabou reiniciada às 15h30, com vitória da Finlândia.

O lance aconteceu no final do primeiro tempo. Após uma cobrança de lateral, ao dominar a bola, Eriksen caiu sozinho, o que despertou a atenção de todos. No mesmo instante, a equipe médica já foi acionada.

Eriksen ficou mais de 15 minutos sendo atendido no gramado e deixou o campo em uma maca, respirando com a ajuda de um balão de oxigênio. 

 

Sem noção da gravidade inicial, o público dinamarquês aplaudiu seu ídolo. Foram quase 15 minutos de atendimento no campo até a remoção numa maca. Os companheiros ficaram ao redor do meia o tempo todo, alguns de costas, sem esconder o semblante de desespero.

Sabrina Kvist Jensen, a mulher de Ericksen, estava no estádio e se aproximou para acompanhar o resgate do jogador. Muitos torcedores se abraçavam e não conseguiam segurar a apreensão na arquibancada.

Ele estava fora do lance quando desabou, causando prontamente o desespero dos atletas e torcedores presentes em Copenhague. Nas arquibancadas, muitos ficaram de costas para não ver a cena.

Camisa 10 da seleção, o meio-campista Christian Eriksen é um dos nomes mais conhecidos do futebol da Dinamarca. Revelado no Ajax (HOL), ele passou sete temporadas no Tottenham (ING) antes de chegar à Inter de Milão (ITA) em 2020. Na última temporada, ajudou sua equipe a conquistar o Campeonato Italiano após 11 anos.