Emerson chega apressado e foge de protesto no CT do Corinthians

Além do atacante, foram bastante cobrados Alexandre Pato e Romarinho, cuja vida noturna foi até dramatizada

Comentar
Compartilhar
31 OUT 201318h14

O Porsche de Emerson passou rapidamente pela rua Arlindo Bettio, paralela à rodovia Ayrton Senna. O jogador chegou mais tarde do que gostaria ao CT do Parque Ecológico para o treino do Corinthians de quinta-feira e encontrou um protesto no portão principal, do qual era um dos alvos.

Enquanto os torcedores gritavam “Sheik, c..., chuteira verde não”, o atacante seguiu até a entrada da imprensa. Seu carro foi seguido por outro veículo, ocupado por seguranças, e o atleta, cobrado recentemente por seus atrasos, cruzou o portão exatamente às 16h, horário marcado para a atividade.

No outro portão, seguiu o criativo protesto, realizado por cerca de 20 torcedores identificados com uniformes da Camisa 12. Além de Emerson, foram bastante cobrados Alexandre Pato (“Pato, c..., fora do Timão”) e Romarinho, cuja vida noturna foi até dramatizada.

Emerson foi alvo de protestos nesta quarta-feira (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

Os protestantes montaram uma mesa, com garrafas de bebida e um personagem com uma peruca que imitava o característico cabelo do camisa 31. “Ero, ero, ero, Romarinho cachaceiro” foi o canto entoado em direção ao falso atacante, cercado por duas mulheres, também parte da encenação.

Têm sido frequentes os protestos no Corinthians por causa do mau segundo semestre da equipe. Além de aparecer com frequência no CT do Parque Ecológico, os torcedores organizados chegaram a montar uma patrulha para observar os hábitos noturnos dos atletas.