Em rede social, meia Oscar lamenta corte da Seleção: "Estarei na torcida"

Após a troca no comando técnico, o jogador foi um dos remanescentes que seguiram no time sob o comando de Dunga

Comentar
Compartilhar
05 MAI 201513h49

Titular com Luiz Felipe Scolari durante toda a Copa do Mundo disputada no Brasil em 2014, o meio-campista Oscar foi cortado de última hora da relação de 23 atletas convocados para a Copa América. O brasileiro se lesionou em um treinamento do Chelsea no fim de semana e foi descartado pela comissão técnica da Seleção, que visa também a disputa das Eliminatórias no segundo semestre. No Instagram, o atleta lamentou a ausência.

Após a troca no comando técnico, Oscar foi um dos remanescentes que seguiram no time sob o comando de Dunga. O meia disputou todos os oito amistosos neste ínterim de tempo, mas acabou impedido de defender o Brasil na competição sul-americana por uma lesão muscular. Em sua página na rede, Oscar disse que estará torcendo pelos companheiros e logo estará vestindo a amarelinha novamente.

“Estou muito triste por não poder defender meu País na Copa América por conta dessa lesão. Estarei na torcida para que meus companheiros possam trazer esse título para nós. Obrigado a todos pelo carinho e pelas mensagens, logo estarei de volta”, escreveu na legenda de uma foto em que aparece comemorando um gol pela Seleção ao lado do companheiro de time William, que segue nas opções de Dunga para o meio-campo.

Oscar lamentou corte da Seleção Brasileira (Foto: Associated Press)

Coordenador de Seleções e amigo pessoal de Dunga, o ex-jogador Gilmar Rinaldi explicou o corte do meia e retificou a importância do intercâmbio com clubes europeus. “Essa nova visita ao Chelsea nos deu uma relação mais próxima. O Mourinho me ligou há dois dias para falar sobre os jogadores brasileiros. O Oscar teve uma lesão muscular importante, e nosso doutor falou com o médico deles para ver as condições. Infelizmente ele não pôde estar presente, decidimos poupa-lo para intensificar a recuperação”, ponderou.

Para o lugar de Oscar, Dunga voltou a convocar o meia Éverton Ribeiro, que chegou a ter algumas oportunidades nos primeiros amistosos pós-Copa de 2014. Após se transferir ao Al-Ahly, o ateta ficou ofuscado pelo futebol da arábia, mas ganhou a chance de disputar a Copa América. Além do meia, outra opção para substituir Oscar seria Robinho, que pode atuar mais recuado na organização das jogadas.