Corinthians espera que Guerrero seja liberado de amistoso do Peru

Um dia após o amistoso entre Peru e Trinidad e Tobago, o Corinthians enfrentará o Penapolense no Pacaembu

Comentar
Compartilhar
15 MAR 201318h06

O Corinthians solicitou à Federação Peruana de Futebol a dispensa do centroavante Paolo Guerrero do amistoso contra Trinidad e Tobago, que será disputado em 26 de março, em Lima. O uruguaio Sergio Markarián, técnico da seleção do Peru, ainda não acatou o pedido.

“Estou avaliando ainda. Não há nada confirmado. Para a seleção, Paolo é muito importante. A ideia era vê-lo jogar com os meninos”, comentou Markarián à imprensa peruana.

Um dia após o amistoso entre Peru e Trinidad e Tobago, o Corinthians enfrentará o Penapolense no Pacaembu. O compromisso seguinte, em 31 de março, será o clássico contra o São Paulo, no Morumbi.

O uruguaio Sergio Markarián, técnico da seleção do Peru, ainda não acatou o pedido (Foto: Rodrigo Coca/FotoArena)

Guerrero já desfalcará o Peru diante do Chile, no dia 22, porque precisará cumprir suspensão. O compromisso é fundamental para os peruanos nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014.

O jovem Yordy Reyna, do Alianza Lima (time de coração de Guerrero), será o substituto do centroavante do Corinthians contra os chilenos. “Ele se destacou, tendo muitos méritos no seu time e na seleção sub-20. Agora, terá a oportunidade porque Paolo não poderá jogar”, confirmou Sergio Marakarián.