Pela reeleição, presidente do Real não desiste de Neymar, diz jornal

De acordo com informações da imprensa espanhola, o presidente Florentino Pérez não se incomoda com a concorrência do Barcelona

Comentar
Compartilhar
15 MAR 201316h13

A diretoria do Real Madrid ainda não desistiu de contratar Neymar na próxima temporada europeia. De acordo com informações da imprensa espanhola, o presidente Florentino Pérez não se incomoda com a concorrência do Barcelona e, para salvar a sua reeleição, deve fazer de tudo para seduzir o atacante.

Segundo o Mundo Deportivo, o mandatário do clube de Madri tem medo de não ser reeleito, já que, desde que assumiu esta função, não comemorou muitos títulos de expressão: desde 2009, foram ‘apenas’ as taças de um Campeonato Espanhol, de uma Copa do Rei e de uma Supercopa da Espanha.

A publicação também revela que o Real mandou um médico para o Brasil recentemente. O motivo da visita foi para examinar as condições físicas do camisa 11 do Santos, que também teria recebido um aumento de oferta merengue. No entanto, ele não deve ceder.

Isto porque o atleta de 21 anos, fã declarado do estilo de jogo culé e de Lionel Messi, já teria recebido 10 milhões de euros (mais de R$ 25 milhões) da cúpula azulgrana, deixando os catalães como preferência. Estes valores, inclusive, aparecem no balanço de contas do clube, mas não são especificados.

Para ser reeleito, o presidente Florentino Pérez teria que trazer mais um 'galático' ao Bernabéu (Foto: Pedro Armestre/ AFP))

Além de Real Madrid e Barcelona, Manchester City e Bayern de Munique, este último que contará com o técnico Pep Guardiola a partir da temporada seguinte, também estão interessados em Neymar, mas, de acordo com o jornal espanhol, "estão de mãos atadas".

Em fevereiro, o dirigente-esportivo do City, Txiki Begiristain, teria se encontrado com o avançado, em jantar em um restaurante londrino. Para fazer com que a consciência de Neymar pesasse, o dirigente do clube inglês ofereceu um cheque em branco, com valor a ser firmado pelo atleta, para a transferência.

Já pelo lado da Allianz Arena, o ‘fator Guardiola’ é o que pesa, uma vez que o comandante é visto, atualmente, como o melhor do mundo. Recentemente, o próprio Neymar revelou a sua idolatria pelo ex-culé, que, por enquanto, está de ‘férias’ e livre para conversas.