Corinthians confirma favoritismo e avança à quarta final seguida do Paulistão

Com mais um gol de Ederson, Timão supera o valente Mirassol em Itaquera e segue na busca do inédito tetra estadual

Comentar
Compartilhar
02 AGO 2020Por Da Reportagem18h12
Autor do gol da classificação, Ederson vai se firmando cada vez mais como titular indiscutível do CorinthiansFoto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

O Corinthians não teve facilidade neste domingo (2), em Itaquera, contra a sensação Mirassol, algoz do rival São Paulo nas quartas de final do Campeonato Paulista. Mas voltou a contar com o forte chute do recém-contratado volante Ederson, que foi às redes pelo terceiro jogo consecutivo, para vencer  o time do Interior por 1 a 0 e garantir a classificação à grande final do Campeonato Paulista 2020.

Agora, o time de Tiago Nunes terá a chance de buscar o tetracampeonato, feito inédito para o clube e que não acontece no torneio estadual desde 1919, quando o futebol ainda era amador. A decisão será contra o arquirival Palmeiras, que eliminou a Ponte Preta, também por 1 a 0, neste domingo (2),  no Allianz Parque. Será a reedição da final de 2018, conquistada pelo time do Parque São Jorge.

Assim como no primeiro mata-mata, o Corinthians voltou a fazer uma apresentação segura, eficiente no ataque, mesmo sem muito brilho, e bem compactado na defesa.

Na etapa inicial, o Timão teve paciência para rodar a bola, mas faltou velocidade para construir as jogadas. Quando foi mais rápido, usando tabelas e viradas de jogo, acertou uma bola na trave, em finalização de Mateus Vital, e quase abriu o placar com Jô, que tentou finalizar de letra, na pequena área.

Acuado, mas bem fechado na defesa, o Mirassol teve uma boa chance na partida, em cobrança de falta da intermediária, em chute de Juninho.

Depois do intervalo, o cenário não mudou muito até os 15 minutos do segundo tempo, quando o mesmo Juninhou acabou sendo expulso de campo, com vermelho direto, depois de uma falta em Carlos Augusto, revisada pelo árbitro com auxilio do VAR.

Em vantagem numérica, os corintianos aumentaram o volume da pressão e chegaram ao gol aos 26 minutos, quando Éderson arriscou um chute de fora da área e o goleiro Kewin não conseguiu segurar.

 

Depois de abrir o placar, os donos da casa ainda acertaram uma bola no travessão, mas o placar não mudou mais.

Até a retomada do Campeonato Paulista, paralisado devido à pandemia do novo coronavírus, um duelo entre Corinthians e Mirassol na semifinal poderia ser tratado como algo improvável.

Ambos conquistaram suas vagas na disputa do mata-mata na última rodada da fase de grupos. Já nas quartas de final, enquanto o time alvinegro eliminou o Red Bull Bragantino, dono da melhor campanha do torneio até então, o Mirassol surpreendeu o São Paulo no Morumbi.

O resultado diante dos são-paulinos, aliás, foi visto com uma grande prova de superação do Mirassol após o clube ter seu elenco desfigurado durante a suspensão do torneio, com a perda de 18 jogadores. (com Folhapress)

CORINTHIANS 1 X 0 MIRASSOL
CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar, Carlos (Sidcley); Gabriel, Éderson (Camacho), Ramiro (Janderson), Mateus Vital (Leo Natel), Luan (Araos); Jô. T.: Tiago Nunes.

MIRASSOL
Kewin; Danilo Boza, Reniê, Wellington; Daniel Borges, Alison Silva (João Artur), Du (Lucas Vital), Zé Roberto (Netto), Moraes; Juninho, Bruno Mota (Kauan). T.: Ricardo Catalá

Estádio: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Juiz: Vinícius Gonçalves Dias Araújo
Cartões Amarelos: Danilo Avelar, Gabriel (Corinthians)
Cartão vermelho: Juninho (Mirassol)
Gol: Ederson, aos 26min do segundo tempo