Com o número de Neymar, Geuvânio explica golaço: “Abriu espaço”

Substituído no começo do segundo tempo por Cicinho, o jovem contou que recebeu o apoio de todos antes da partida. “Eles sabiam que eu estava merecendo”

Comentar
Compartilhar
20 ABR 201515h29

Um dia depois de ter uma atuação de gala na Vila Belmiro, Geuvânio explicou o lance que originou um gol de placa. O Santos eliminou o São Paulo na semifinal do Campeonato Paulista e agora tem pela frente o Palmeiras na grande decisão. Empolgado e em boa fase, o Menino da Vila entrará em campo com a camisa de Neymar, já que abandonou o número 45 e assumiu a 11 com a saída de Thiago Ribeiro.

“Eu até pensei em tocar, mas só quando chegasse na área. Fui correndo e vi que o (Rafael) Toloi acompanhou Ricardo Oliveira e o outro acompanhou Robinho, abriu espaço para mim e eu resolvi chutar para o gol”, disse ao Seleção Sportv.

A atuação de Geuvânio foi mesmo especial. Para marcar o primeiro gol da vitória santista, o atacante correu 56 metros pelo gramado da Vila Belmiro e não foi parado por ninguém. O esforço do jogador foi tão grande no primeiro tempo de jogo, que ele chegou a passar mal e vomitar em campo.

Substituído no começo do segundo tempo por Cicinho, o jovem contou que recebeu o apoio de todos antes da partida. “Eles sabiam que eu estava merecendo”.

O finalista não balançava as redes desde a estreia do Peixe no Campeonato Paulista, contra o Ituano. “Espero fazer uma grande final e, se Deus quiser, trazer esse título para a torcida santista. Meu primeiro como profissional”, completou. 

Com o número de Neymar, Geuvânio explica golaço: “Abriu espaço”  (Foto: Ricardo Saibun)