Com Love de garçom, Corinthians amplia sequência e bate São Bernardo

O triunfo em Itaquera manteve o time de Tite tranquilo na liderança do Grupo B do Campeonato Paulista, com sete vitórias e um empate

Comentar
Compartilhar
12 MAR 201500h03

Escalado basicamente com reservas, o Corinthians deu sequência a seu bom início de temporada. Invicta em 12 partidas oficiais na temporada, a equipe alvinegra contou com uma boa jogada de Vagner Love, concluída por Malcom, para derrotar o São Bernardo por 1 a 0.

O triunfo em Itaquera manteve o time de Tite tranquilo na liderança do Grupo B do Campeonato Paulista, com sete vitórias e um empate. Dirigido pelo ex-jogador alvinegro Edson Boaro, o Abobrão, o São Bernardo tem apenas oito pontos e está na lanterna do Grupo A.

A formação alternativa do Corinthians encontrou dificuldades diante de um adversário fechado e, como havia feito contra o São Paulo, acabou achando o espaço em um lateral rápido, aos 30 minutos do primeiro tempo. Vagner Love dominou, fez ótimo giro e, mesmo ainda em busca de seu primeiro gol em preto e branco, preferiu servir Malcom.

A equipe da casa chegou a apertar no início da etapa final, desperdiçando oportunidades para matar o jogo, e passou a cozinhá-lo. A disputa esteve relativamente controlada, mas o empate quase foi cedido em uma falha de Cássio, salvo pela trave. De bem com a massa, o herói do último Majestoso teve o nome gritado na zona leste de São Paulo.

Malcom marcou o gol da vitória do Corinthians (Foto: Marcos Bezerra/Futura Press)

Giro de Love desengasga Corinthians

O Corinthians chegou com perigo logo de cara, em chute de Luciano em sobra de escanteio, e seguiu por alguns minutos no ataque, mas passou a encontrar bastante dificuldade. A equipe sofria para sair da primeira linha de marcação do São Bernardo e, quando conseguia, engasgava na sequência.

Não havia saída pela esquerda, com o zagueiro Yago improvisado na lateral. Pela direita, Edílson não se entendia bem com Petros. Assim, apesar do bom trabalho e do esforço de Cristian para girar a bola, ela geralmente passava rapidamente para os pés visitantes.

Houve um período de cerca de 20 minutos nos quais o domínio territorial foi do São Bernardo, que levou algum perigo em cruzamentos e chutes de fora da área. Aí, aos 30, Petros bateu um lateral rapidamente. Vagner Love girou muito bem e, sem desespero para marcar seu primeiro gol em preto e branco, deixou Malcom sem goleiro.

Pouco aconteceu até o intervalo, quando Edson Boaro tentou dar força ofensiva aos visitantes com Vanger. Dispostos a arriscar mais do que haviam feito no primeiro tempo, eles deram espaços ao Corinthians, que apertou para definir o triunfo em Itaquera.

Vagner Love ficou com sobra logo aos dois minutos e bateu de pé esquerdo, parando em Daniel. Na sequência, Luciano recebeu cruzamento de Edílson e errou por pouco, também com o pé esquerdo. Pouco depois, foi a vez de Edu Dracena ter sua chance, cabeceando por cima.

O ímpeto, no entanto, diminuiu. O São Bernardo voltou a ganhar terreno, como havia feito na etapa inicial, e chegou a balançar a rede, em falha de Cássio. O goleiro bateu roupa, e Vanger completou, tendo o gol corretamente anulado por sua posição de impedimento.

Em dificuldade, Tite trocou Malcom por Jadson, por uma posse de bola maior. E botou em campo outro titular, Ralf, para proteger a defesa. A terceira substituição foi gasta com o atacante paraguaio Ángel Romero, que ainda não havia atuado um minuto da temporada.

O jogo parecia morto, mas o São Bernardo esteve muito perto do empate. Já aos 42 minutos, Jean achou o espaço e tentou o chute de fora da área. Cássio tentou segurar e viu a bola passar entre suas mãos. Ela tocou no poste e foi abraçada pelo aliviado goleiro.