Com futuro indefinido, Puyol se despede do Barcelona: “Vivi um sonho"

Nos quase 15 anos em que defendeu o clube profissionalmente, o zagueiro conquistou, entre outros títulos, seis Campeonatos Espanhóis, três Ligas dos Campeões e dois Mundiais de Clubes

Comentar
Compartilhar
15 MAI 201412h18

O zagueiro Carles Puyol, 36 anos, se despediu oficialmente do Barcelona nesta quinta-feira. Durante evento realizado no auditório do Camp Nou, o defensor foi homenageado por diretoria e companheiros do clube e concedeu entrevista coletiva. Com o contrato se encerrando, o zagueiro decidiu não permanecer no Barça principalmente por causa da lesão no joelho direito que o fez perder a maior parte desta temporada.

“Como já disse uns meses atrás, meu problema no joelho não desapareceu e, por isso, no dia 30 de junho se encerra meu ciclo como jogador do Barça. Agradeço aos doutores e fisioterapeutas do clube. Até o momento, não encontramos a solução (para a lesão), mas não cruzarei os braços. Seguirei tentando, sem a pressão de jogar”, disse.

Revelado nas categorias de base do Barcelona, Puyol fez sua estreia pela equipe principal no dia 2 de outubro de 1999, contra o Valladolid. Nos quase 15 anos em que defendeu o clube profissionalmente, o zagueiro conquistou, entre outros títulos, seis Campeonatos Espanhóis, três Ligas dos Campeões e dois Mundiais de Clubes.

“Vivi um sonho de milhões de meninos. Fui um privilegiado. Durante 19 anos, fiz o que mais gosto: treinar e jogar futebol. Ganhei muito títulos, mas o que mais valorizo é a parte humana deste clube. Cheguei como um garoto e me vou com uma família da qual tenho muito orgulho”, afirmou.

O zagueiro Carles Puyol, 36 anos, se despediu oficialmente do Barcelona nesta quinta-feira (Foto: Manu Fernandez/Associated Press/AE)

O capitão do Barcelona nas conquistas recentes do clube elegeu um momento de 2011 como o mais marcante em sua carreira: o francês Eric Abidal, recuperado de um câncer no fígado, entrou nos instantes finais da partida contra o Barcelona e levantou a taça do título da Liga dos Campeões.

Ainda sem saber se continuará jogando futebol profissionalmente, o zagueiro negou que tenha recebido proposta do Milan e confirmou o desejo de trabalhar nas categorias de base do Barcelona.

Já ao final de seu pronunciamento, após reafirmar a confiança na vitória do Barcelona sobre o Atlético de Madri no próximo sábado, Puyol fez um agradecimento especial a pessoas que “já não estão mais conosco”.

“Quero recordar pessoas como Antonio Oliveres, meu pai, Miki Roqué (zagueiro espanhol que morreu vítima de câncer em 2012), Luis Aragonés e Tito Vilanova. Termina uma etapa e quero desfrutá-la como sempre fiz”, encerrou.