Brasil sofre no fim e é tricampeão com empate contra a Dinamarca

O troféu foi garantido graças à melhor campanha da equipe nacional, que não pôde contar com Marta.

Comentar
Compartilhar
19 DEZ 201223h25

A seleção brasileira feminina conquistou seu terceiro título do Torneio Internacional Cidade de São Paulo nesta quarta-feira, ao empatar com a Dinamarca por 2 a 2, no Pacaembu. O troféu foi garantido graças à melhor campanha da equipe nacional, que não pôde contar com Marta, vetada por conta de uma lesão muscular na panturrilha.

Com isso, o Brasil dispara como principal vencedor do torneio, que chegou à sua quarta edição, já que somente o Canadá, em 2010, conseguiu tirar o título da seleção. Além do troféu, o campeonato deste ano foi importante para apresentar uma renovação na equipe. Nomes consagrados como Rosana e Cristiane terminaram a competição no banco de reservas.

A campanha brasileira na competição começou com uma goleada por 4 a 0 sobre Portugal, seguida de uma derrota por 2 a 1 para o México. Diante da Dinamarca, nova vitória, por 2 a 1, que garantiu a equipe na decisão, mas foi nesta partida que Marta sentiu a lesão muscular.

Mesmo sem a craque, a seleção brasileira dominou a partida desta quarta no primeiro tempo, enquanto a Dinamarca abusava do jogo físico e das faltas. Foram tantas infrações que uma delas acabou acontecendo dentro da área, em cima de Fabiana Baiana, aos 28 minutos. Andressa bateu bem o pênalti, deslocou a goleira e abriu o placar.

Na volta para o segundo tempo, o Brasil foi novamente premiado por sua superioridade. Fabiana Baiana, que já havia sido fundamental no primeiro gol, pressionou a saída de bola dinamarquesa, roubou e arrancou sozinha para tirar a goleira e aumentar a vantagem.

As europeias ainda conseguiram diminuir de pênalti, aos 38 minutos, se empolgaram e partiram para cima. Aos 42 minutos, Sofi Pedersen deixou tudo igual de cabeça, mas a reação parou por aí e o título ficou com a equipe brasileira.

Mesmo sem Marta, a seleção brasileira dominou a partida desta quarta (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)