Após sentir incômodo, Cicinho está liberado para encarar o Londrina

No início da temporada, o jogador sofreu com dores musculares e perdeu os primeiros jogos do Peixe no ano. Foi o suficiente para Vitor Ferraz entrar e mostrar seu valor

Comentar
Compartilhar
16 MAR 201515h09

O técnico Marcelo Fernandes deve escalar força máxima nesta terça-feira, na estreia do Santos pela Copa do Brasil. A única preocupação do treinador era com Cicinho, que sentiu um incômodo muscular na coxa e acabou sacado do time ainda no primeiro tempo da partida contra o Marília, no último sábado, logo após participar da jogada que culminou no primeiro gol santista no jogo “Assim que o Cicinho sentiu, eu o tirei porque não tem necessidade de correr riscos”, comentou Marcelo, logo após o jogo.

A boa notícia é que o lateral está bem. Já em Londrina, palco da partida desta terça, o jogador foi reavaliado e liberado para jogar. No domingo, Cicinho fez apenas trabalhos na piscina, mas o Departamento Médico do Santos já o liberou para a atividade com bola.

E é bom Cicinho não dar muita oportunidade para a concorrência. No início da temporada, o jogador sofreu com dores musculares e perdeu os primeiros jogos do Peixe no ano. Foi o suficiente para Vitor Ferraz entrar e mostrar seu valor.

Lateral supera dores e fica à disposição de Marcelo Fernandes para entrar em campo nesta terça-feira (Foto: Divulgação/SFC)

Contratado ano passado junto ao Coritiba, Vitor atuou nas dez partidas que o alvinegro praiano fez até aqui no Campeonato Paulista e seu desempenho tem agradado a comissão técnica. Além disso, o jogador precisou ser utilizado na lateral esquerda nos últimos jogos por causa das lesões de Chiquinho e Caju e, mesmo improvisado, manteve o bom rendimento em campo.

Nesta terça, às 19h30, contra o Londrina, no Estádio do Café, Marcelo Fernandes deve escalar Vitor Feraz mais uma vez pelo lado esquerdo e manter Cicinho na direita. Com isso, Zeca volta ao banco depois de receber a primeira oportunidade no ano na goleada por 4 a 1 pelo Paulistão.