Banner gripe

Após seis meses, Rodrigo Caio é liberado para voltar aos treinos no São Paulo

O jogador de 21 anos foi liberado pelo departamento médico do clube depois de uma grave lesão sofrida no dia 16 de agosto de 2014

Comentar
Compartilhar
11 FEV 201518h41

Demorou seis meses, mas o polivalente Rodrigo Caio finalmente poderá voltar aos treinos no São Paulo. O jogador de 21 anos foi liberado pelo departamento médico do clube depois de uma grave lesão sofrida no dia 16 de agosto de 2014, quando rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo diante do Criciúma. Após ser submetido a cirurgia e passar por uma longa recuperação, finalmente a boa notícia veio.

"Foi uma alegria muito grande poder ouvir, depois de seis meses, que eu estou liberado para fazer o que mais gosto novamente: jogar futebol. E só posso agradecer aos fisioterapeutas do Reffis, que são os melhores do mundo e sempre me incentivaram. Minha família, amigos e companheiros também me apoiaram muito neste período", declarou o jogador ao site do clube.

Rodrigo Caio vivia grande fase e era o único titular absoluto da defesa são-paulina quando se contundiu. A partir da quinta-feira na reapresentação após o clássico desta noite diante do Santos, ele voltará a trabalhar com seus companheiros, mas o jogador sabe que precisará de paciência para vestir novamente a camisa do clube em uma partida oficial.

Rodrigo Caio deu mais um passo no seu processo de recuperação (Foto: Vipcomm)

"Agora, preciso ter paciência e treinar firme para recuperar o meu espaço. Senti muita falta deste treino com os meus companheiros nestes seis meses, mas estou feliz com esta nova etapa", comentou.

O defensor lembrou do momento em que sofreu a lesão, quando, além da grande fase pelo São Paulo, acabara de ser eleito o melhor jogador do Torneio de Toulon, na França, com a seleção brasileira sub-21. "O pior momento, sem dúvida, foi quando recebi a notícia da lesão. Lembro que entrei no CT depois do jogo contra o Criciúma, fiz o exame e soube que tinha rompido o ligamento cruzado. Foi difícil porque eu vivia um bom momento. Mas, felizmente, isso já ficou para trás e agora estou de volta."

Agora, Rodrigo Caio espera readquirir a melhor forma para voltar a brigar pela titularidade. "A equipe se reforçou bem, com jogadores de qualidade, e agora vou lutar pelo meu espaço de novo. O meu pensamento é de ajudar o grupo, porque estou com a cabeça tranquila e sem pressa para jogar. Sei que ainda tenho que evoluir muito antes de ser relacionado. Teremos competições difíceis pela frente, como a Libertadores, e por isso é importante ter um elenco qualificado. Espero que seja um ano iluminado e com grandes conquistas pela frente."

Colunas

Contraponto