Andrés e Goulart retiram projeto de instituição do Dia do Corinthians

A má repercussão da ideia fez os deputados federais solicitarem à Câmara a interrupção da tramitação

Comentar
Compartilhar
26 FEV 201519h12

Apoiado por Andrés Sanchez (PT-SP), o projeto de Antônio Goulart (PSD-SP) de instituição do Dia do Corinthians em 1º de setembro – aniversário do clube – foi abandonado. A má repercussão da ideia fez os deputados federais solicitarem à Câmara a interrupção da tramitação.

Andrés, no entanto, já tem outros planos. O ex-presidente alvinegro enviou uma nova proposta, solicitando a concessão de aposentadoria especial a atletas de alto rendimento, desde que comprovado o exercício da atividade esportiva por 20 anos.

De acordo com o deputado – e superintendente de futebol do Corinthians –, os riscos aos quais são expostos homens e mulheres na prática do esporte justificam o benefício. A proposta menciona ainda questões de ordem social e até de autoestima ao fim da carreira.

O projeto precisa ser aprovado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal. Antes de virar lei, está sujeito à sanção da presidente Dilma Rousseff.

Andrés Sanchez e Antônio Goulart retiraram o projeto de instituição do Dia do Corinthians (Foto: William Volcov/Estadão Conteúdo)