Vendas no varejo crescem 4,1% em março ante março de 2014, diz Mastercard

Dos sete setores pesquisados, cinco apresentaram desempenho acima da média: vestuário, móveis e eletrônicos, farmácias, materiais de construção e itens domésticos e pessoais

Comentar
Compartilhar
17 ABR 201519h12

As vendas no varejo brasileiro aumentaram 4,1% em março, na comparação com igual mês do ano passado, sem considerar o desempenho do comércio de combustíveis e materiais de construção segundo dados da pesquisa Spending Pulse, da Mastercard. Em fevereiro, foi registrada queda de 5,1%. Na avaliação dos responsáveis pela pesquisa, o carnaval em fevereiro - em 2014 a data caiu em março - beneficiou as vendas do mês, que contou com dois dias úteis a mais que no ano passado. No primeiro trimestre deste ano, houve ligeiro recuo, de 0,1%, na comparação com os últimos três meses do ano passado.

A Mastercard avalia que a baixa confiança do consumidor, em um ambiente de inflação alta e desaceleração da oferta de crédito, forma um cenário hostil ao varejo e leva à diminuição dos gastos.

Dos sete setores pesquisados, cinco apresentaram desempenho acima da média do varejo total entre fevereiro e março: vestuário, móveis e eletrônicos, farmácias, materiais de construção e itens domésticos e pessoais. Os setores de supermercados e combustíveis ficaram abaixo da média de vendas no período.

As vendas no varejo cresceram 4,1% em março ante março de 2014 (Foto: Matheus Tagé/DL)