Varejo vendeu 2,6% menos em dezembro de 2014, apurou o IBGE

O resultado veio acima do piso das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções, que esperavam desde queda de 2,50% a alta de 0,20%, com mediana negativa de 0,70%

Comentar
Compartilhar
11 FEV 201515h11

As vendas do comércio varejista caíram 2,6% em dezembro ante novembro de 2014, na série com ajuste sazonal, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quarta-feira, 11. O resultado veio acima do piso das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções, que esperavam desde queda de 2,50% a alta de 0,20%, com mediana negativa de 0,70%.

Na comparação com dezembro de 2013, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram alta de 0,3% em dezembro de 2014. Nesse confronto, as projeções vão de estabilidade a crescimento de 3 50%, com mediana positiva de 2,30%. As vendas do varejo restrito acumularam alta de 2,2% em 2014.

Quanto ao varejo ampliado, que inclui as atividades de material de construção e de veículos, as vendas caíram 3,7% em dezembro ante novembro, na série com ajuste sazonal. O resultado superou o piso das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções, que esperavam desde redução de 2,50% a expansão de 0,88%, com mediana negativa de 1,00%.

As vendas do comércio varejista caíram 2,6% em dezembro ante novembro de 2014 (Foto: Agência Brasil)

Na comparação com dezembro de 2013, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado tiveram baixa de 2,2% em dezembro de 2014. Nesse confronto, as projeções variavam de declínio de 0,70% a crescimento de 3,70%, com mediana positiva de 1,40%. As vendas do comércio varejista ampliado acumularam queda de 1,7% em 2014.

O índice de média móvel trimestral das vendas do comércio varejista restrito ficou estável no trimestre encerrado em dezembro de 2014. No varejo ampliado, que inclui as atividades de veículos e material de construção, o índice de média móvel trimestral das vendas caiu 0,1% no trimestre encerrado em dezembro.

Colunas

Contraponto