X

INAUGURAÇÃO

Criado para conectar pesquisadores, Hub de inovação na pesca terá startups em Santos

Espaço vai conectar cientistas do Instituto de Pesca, desenvolvedores de novas tecnologias e empresas privadas a fim de desenvolver "economia azul" 

Nilson Regalado

Publicado em 09/04/2024 às 07:15

Atualizado em 09/04/2024 às 15:46

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Instalado no Instituto de Pesca, o APTA Hub de Santos terá foco voltado para o setor pesqueiro / NAIR BUENO/DIÁRIO DO LITORAL

O secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento, Guilherme Piai, inaugurou ontem o Hub de Inovação de Santos. A ideia é criar um ambiente capaz de conectar os pesquisadores da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) a startups e empresas da Região Metropolitana da Baixada Santista interessadas em desenvolver soluções tecnológicas para suas atividades produtivas. Instalado no Instituto de Pesca, o APTA Hub de Santos terá foco voltado para o setor pesqueiro, de olho na sustentabilidade e na agregação de valor para os frutos do mar. Outro objetivo é criar facilidades tecnológicas para conectar o pescador artesanal diretamente ao consumidor.

Siga as notícias do Diário do Litoral no Google Notícias

O espaço de inovação terá 24 startups residentes e outras 12 já selecionadas para a etapa de aceleração. E já há demandas apresentadas por três empresas parceiras, interessadas em desenvolver novas tecnologias para seus negócios. “Vamos desenvolver a economia azul, que é saudável e não para de crescer”, resumiu Piai.
“Vamos fomentar um olhar diferente, em busca de uma ação assertiva da pesca com o setor produtivo”, explica Cristiane Neiva, diretora-geral do IP. “As empresas vão trazer as demandas e nós vamos recepciona-las”, completa Carlos Nabil Ghobril, coordenador da APTA.

A cerimônia marcou os 55 anos de fundação do Instituto de Pesca. Instalado atrás do Museu de Pesca, na Ponta da Praia, o centro de pesquisas conta com 25 pesquisadores científicos e gera conhecimento único, exclusivo em todo o País.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

“Não há nenhum alimento aquático consumido em São Paulo que não tenha tecnologia ou conhecimento desenvolvido no Instituo de Pesca”, resume Sergio Tutui, pesquisador científico do IP e líder em inovação da APTA.

No rol de inovações trazidas ao setor pesqueiro nestes 55 anos, Tutui cita o maior banco de dados sobre a pesca do Brasil, com estatísticas dos desembarques pesqueiros no litoral paulista, ano a ano, há décadas. Outra contribuição foi o desenvolvimento da criação de ostras e mexilhões em cativeiro e a tecnologia para produção de algas marinhas.

‘PESCA FANTASMA’.

Tutui cita entre as prioridades no APTA Hub de Santos a criação de um market place que possa conectar os consumidores diretamente aos pescadores artesanais, uma espécie de IFood ou Rappi dos frutos do mar: “queremos gerar renda para o pescador”.

Outro alvo principal é a chamada ‘pesca fantasma’. E objetivo é dar uma finalidade mais sustentável às redes e demais petrechos descartados no mar, que acabam predando peixes e crustáceos, mesmo ‘fora de serviço’, quando já não servem mais para os pescadores. Nesse caso, a intenção é criar produtos capazes de absorver esses objetos descartados e transformá-los em novos produtos, com todo apelo ecológico que essa reciclagem agrega.

“Todo hub traz inovação e esse nasce com toda a importância que o Instituto de Pesca tem para a comunidade santista. E a pesca é um setor de extrema relevância.. Se tem ciência, temos de apoiar”, completa o jornalista Marcus Fernandes, novo secretário de Meio Ambiente de Santos. 

A cerimônia contou com a presença ilustre do doutor em Biologia Marinha Alberto Amorim, especialista em tubarões, peixes-agulha, peixes-espada e atuns. Amorim foi pesquisador científico do Instituto de Pesca em Santos durante 46 anos, sem registrar uma falta sequer ao trabalho.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Prêmios da Quina e +Milionária saem para Cubatão e Peruíbe; saiba quanto e lotéricas

Somadas, as premiações totalizam 18.868,28 aos apostadores das duas cidades

Polícia

Corpo do policial Luca Romano é encontrado em Guarujá

Soldado da PM estava desaparecido desde o dia 14 de abril; corpo estava amarrado em uma lona em uma área de mata fechada em um morro na região da Vila Baiana

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter