Diário Mais

Saiba como vai funcionar pedágio free flow em rodovia do Litoral de SP

Novo sistema de pagamento de pedágio sem cancelas devem ser implantado em rodovias do Litoral Sul

Luana Fernandes

Publicado em 17/05/2024 às 12:15

Comentar:

Compartilhe:

Pedágio free flow permite que motoristas trafeguem sem a necessidade de parar em praças físicas / Eixo SP/Divulgação

213 quilômetros de rodovias que ligam o Alto Tietê ao Litoral Sul de São Paulo contarão com um novo modelo de pagamento automático de tarifas de pedágio. Conhecido como Free Flow, o sistema permite que motoristas trafeguem sem a necessidade de parar em praças físicas de pedágio.

Mas como este pedágio fará a cobrança? O pagamento é feito automaticamente por meio de um adesivo instalado no para-brisa do veículo, que se comunica com pórticos localizados no trajeto. O débito do valor da tarifa é realizado automaticamente.

Para quem realizar o pagamento automático, a tarifa terá um desconto de 5%. Há ainda o benefício do Desconto de Usuário Frequente (DUF): a cada passagem no mesmo mês, são aplicados descontos progressivos.

Quem não tiver tag também será cobrado. O sistema vai realizar a leitura da placa do carro, feita por meio de câmeras, e um portal eletrônico será disponibilizado pela concessionária para pagamento da tarifa.

Segundo a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), além da comodidade de pagamento, o sistema vai permitir melhoria na fluidez do trânsito, eficiência na coleta de tarifas, além da redução dos custos operacionais.

Consórcio vencedor

O consórcio Novo Litoral, liderado pela Companhia Brasileira de Infraestrutura (CBI), superou a espanhola Acciona e venceu o leilão internacional do Governo de São Paulo para concessão rodoviária do Lote Litoral Paulista. O governador Tarcísio de Freitas bateu o martelo para o desconto de 10,17% proposto pelo grupo sobre a contraprestação pública máxima de R$ 199 milhões por ano a ser paga pelo Estado.

Com o lance vitorioso, a nova concessionária será responsável por 213 km de rodovias que ligam municípios da região do Alto Tietê, na Grande São Paulo, à Baixada Santista e ao Vale do Ribeira. O valor estimado do contrato é de R$ 4,3 bilhões, com prazo de concessão de 30 anos e geração de 24 mil empregos. O contrato deverá ser assinado até o próximo mês de agosto.

Após a assinatura do contrato, o consórcio Novo Litoral deverá modernizar a infraestrutura rodoviária com mais de 90 km de duplicações, 10 km de faixas de ultrapassagem, 47 km de acostamentos, 73 km de ciclovias, 27 novas passarelas para passagens de pedestres e obras gerais de segurança e drenagem. Também deverá implementar serviços de socorro mecânico, guincho, atendimento médico e monitoramento do tráfego por sistemas de câmeras.

A parceria público-privada (PPP) do Lote Litoral prevê a instalação de 15 pórticos ao longo da extensão total dos 213 km concedidos. O sistema é totalmente eletrônico e mais moderno que o de praças convencionais de pedágio, permitindo que a tarifa seja estabelecida de acordo à distância percorrida entre cada pórtico. As tarifas vão variar entre R$ 1,08 e R$ 6,29 a cada passagem.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

São Vicente

Rua de São Vicente será interditada neste domingo, devido a obras da Sabesp; saiba qual

Agentes de trânsito estarão no local orientando os motoristas

Cotidiano

Confira o resultado da Lotomania no concurso 2637, nesta sexta (21)

O prêmio é de R$ 9.800.000,00

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter