X

Cubatão

Moradores do Casqueiro reclamam por corte de árvores na Rua das Torres

Segundo a Prefeitura, derrubada de árvores no local é de responsabilidade da concessionária de energia, CPFL

Luana Fernandes

Publicado em 03/04/2024 às 16:05

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Segundo a Prefeitura, derrubada de árvores é de responsabilidade da CPFL / Reprodução/Arquivo Pessoal

Há algumas semanas, os moradores do Jardim Casqueiro, em Cubatão, reclamam sobre o derrubamento de árvores da conhecida Rua das Torres, via onde as torres de energia da CPFL estão instaladas - entre a Rua Espanha e a Rua Portugal. O local abrigava árvores de vários tipos - inclusive frutíferas - mas a área está sendo passando por um verdadeiro “massacre da serra elétrica”. Pelo menos é assim que a população nomeou a ação na área.

Siga as notícias do Diário do Litoral no Google Notícias

A técnica em radiologia, Daniela Lemos, moradora da Rua Espanha, garante que o sentimento é de tristeza. “Quando vi aquele clarão, as árvores no chão. É tudo muito triste. A sensação é destruição. São árvores muito antigas e só de imaginar quanto tempo vai levar para crescer de novo. Eu, com meus 40 anos, não vou ver mais árvores tão grandes como tinha aqui. É uma verdadeira sensação de massacre”, comenta.

Assim também sentiu a enfermeira Cíntia Mota, também moradora da Rua Espanha. “É muito triste tudo isso. O coração chega a doer quando ouço cada árvore caindo. Nestes tempos que estamos lutando contra o calor, deveríamos preservar ainda mais. Pior de tudo foi ouvir os passarinhos procurando os ninhos no final de tarde. Acho que por mais justificativas que possam dar, não existe nada que explique tamanha maldade”, lamenta.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Derrubada de seis árvores em terreno que receberá novo prédio gera polêmica em Santos

E o pedido de justificativas dos moradores do bairro não param de invadir as redes sociais. Alguns questionam a Prefeitura de Cubatão sobre a derrubada e relembram o quanto já foi assustador o corte das árvores ficus na entrada da Cidade, para a construção de um novo acesso à Vila dos Pescadores. Mas, segundo a Administração Municipal, a responsável pela derrubada desta vez é a CPFL, concessionária de energia.

O prefeito Ademário Oliveira foi também às redes sociais para explicar o motivo das derrubadas. No vídeo, o engenheiro eletricista e secretário de Obras, Marcos Quarterolli, explica sobre a rede de alta tensão que passa pela via. Segundo ele, o gramado onde estão instaladas as torres de energia não pertence à Prefeitura, mas sim à CPFL. Apontando para algumas árvores, o secretário explica que o distanciamento não respeita o limite de segurança exigido pela concessionária. “Em um dia de chuva e mais úmido, esta proximidade pode causar um arco voltaico e o risco de choque elétrico de qualquer um que tiver encostado nesta árvore é iminente, podendo causar um desastre”, explica. Confira:

https://www.instagram.com/reel/C5RkXasRJEG/?igsh=MTVlb3RvcjY2NHV1MQ==

A Prefeitura de Cubatão também encaminhou nota à reportagem do Diário do Litoral e esclareceu que a área da Rua Espanha, no Jardim Casqueiro, está incluída no programa 'Arborização Mais Segura', comandado pela CPFL. “Sendo assim, a arborização presente nesta localidade obedece a um regramento estabelecido pela própria concessionária de energia, pelo fato da via possuir dezenas de torres de alta tensão”, responde.

Desmatamento na Amazônia cai 60% em janeiro deste ano

Ainda segundo a Administração, o programa estabelece critérios, como a identificação de algumas espécies denominadas "exóticas" (que não são espécies nativas), plantadas sem planejamento, e que necessitam ser suprimidas por trazerem problemas às vias e ao sistema elétrico, sendo substituídas por outras mais adequadas.

A Prefeitura também garante que “todas as vegetações suprimidas serão compensadas com o plantio de árvores nativas e adequadas à região de alta tensão”. 

Outra questão levantada pelo Executivo cubatense é sobre o quanto os fenômenos climáticos recentes agravaram as quedas de árvores. “A CPFL desencadeou ações reforçadas de adequação em todas as áreas urbanas que possuem sistema elétrico no Estado de São Paulo, não apenas em Cubatão. O toque de galhos e árvores em componentes da rede elétrica, como cabos e transformadores, estão entre as principais causas de interrupções no fornecimento de energia à população, além de, em determinadas situações, representarem riscos à segurança de pedestres e veículos.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Confira o resultado da Dupla Sena no concurso 2650, nesta segunda (15)

O prêmio é de R$ 1.100.000,00

Cotidiano

Confira o resultado da Super Sete no concurso 532, nesta segunda (15)

O prêmio é de R$ 300.000,00

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter