X
CULTURA

Com 25 anos, AFABAN celebra 13º Encontro Técnico para Maestros, Músicos e Coreógrafos

Associação de Fanfarras e Bandas do Litoral Paulista comemora 25 anos, um momento histórico para entidade e que marca retorno das atividades após início da pandemia

Em 2019 a AFABAN Associação de Fanfarras e Bandas do Litoral Paulista fez a banda parar de tocar para seguir com os cuidados sanitários e promoção do distanciamento / Facebook / Afaban Paulista

Há dois anos o mundo e o Brasil entravam em estado de alerta com a chegada da pandemia da COVID-19. Em 2019 a AFABAN — Associação de Fanfarras e Bandas do Litoral Paulista fez a banda parar de tocar para seguir com os cuidados sanitários e promoção do distanciamento.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Até que a vacina chegou, o pior passou e agora a arte da música pode voltar a tomar as ruas do litoral paulista.

Para marcar esse momento, a AFABAN promove o 13º Encontro Técnico para Maestros, Músicos e Coreógrafos, um evento especial, que irá contar com apresentações e Workshops. Será um reencontro com toque especial, já que faz mais de dois anos que a associação não realizava essa atividade.

ARTE. 
O evento acontece com apoio da Prefeitura Municipal de Cubatão, por meio das Secretarias de Educação e de Cultura, e traz uma rica programação entre os dias 20, 21 e 22 de maio na cidade de Cubatão. 
O objetivo é oferecer conhecimento musical gratuito e ensinar a arte da música.

A abertura oficial será no dia 20 de maio e traz uma programação especial com a apresentação da Banda da PM no Salão Nobre da Câmara de Cubatão. A noite também será de homenagens com a entrega do prêmio Amigo das Bandas.

No dia seguinte o start para as atividades. A UME Padre José de Anchieta, em Cubatão, foi o local escolhido para abrigar os aprendizes durante os dias do curso de imersão, incluindo 10 horas de aula por dia para alunos iniciantes, intermediários e avançados.

Durante os dois dias do encontro, os alunos terão acesso aos mais variados cursos, com professores especializados e renomados como Roberto Sion, maestro e importante musicista brasileiro que já tocou clarineta na versão remix do single A cruz e a espada da Banda RPM e Sérgio Burgani, professor de clarinete.

O workshop inclui cursos de regência, coreografia, percussão, saxofone, flauta, clarinete, trompete, trombone, eufônio e tuba. A programação também integra oficinas de sopro, madeiras, percussão, regência e coreografia.

Segundo Luis Carlos Araújo,  presidente da AFABAN, o 13º Encontro Técnico para Maestros, Músicos e Coreógrafos comemora os 25 anos da instituição. “É um momento mais que especial e muito esperado. Vamos trazer os melhores músicos do nosso país, como o santista Roberto Sion, Sérgio Burgami, primeiro clarinetista da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, entre outros”, comenta Luis.

Araújo aponta que a equipe técnica da AFABAN se preparou para tomar todas as medidas sanitárias possíveis, inclusive diminuindo a quantidade da equipe. “Mesmo assim, esperamos ser um evento bem marcante. Lembrando que nossa associação foi eleita a segunda melhor entidade com projeto cultural, feito que permitiu captar recursos via Proac Direto”, finaliza.

Cerca de 250 alunos, vindos de diversas regiões do entorno de Cubatão e do país, como Bahia, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Goiás, estarão participando das aulas. 

Um desses alunos sortudos é o Derick Yan da Silva, que com apenas 3 anos de idade já  estava envolvido no mundo musical. Hoje, com 28 anos, Derick, morador da cidade de Alfenas, no sul de Minas Gerais, irá percorrer 716 quilômetros para participar do curso de regência ao lado do maestro Rogério Wanderley Brito.

Na cidade onde mora, o jovem atua como maestro da Banda Fanfashow. “Essa é a primeira vez que participo de um evento no estado de São Paulo. Estou muito feliz com o convite e com a oportunidade interagir e aprender”, comenta Derick.

O curso de linha de frente terá uma integrante especial que irá percorrer mais de 1.200 quilômetros pela segunda vez para participar do encontro. Fernanda Teixeira Duarte tem 41anos e é moradora da cidade de Anápolis, no interior do estado de Goiás. Seu aprendizado teve início há 25 anos como percursionista da banda da escola, mas a paixão pela linha de frente transformou a vida de Fernanda e hoje ela atua como professora e coreografa no Colégio Frederico Gonzaga Jaime e do Colégio Estadual Plínio Jaime. “Espero encontrar vários colegas que conheci no encontro anterior porque essa é uma oportunidade impar que temos de estar interagindo e aprendendo para passar aos colegas e alunos”, comenta Fernanda.

RECONHECIMENTO. 
Fundada na década de 90, a AFABAN atua há 25 anos realizando iniciativas que fortalecem a promoção da arte da música, democratizando seu ensino e valorização pela sociedade.

Ao longo de sua existência, a entidade realizou 11 encontros técnicos que envolveram 50 cidades do estado de São Paulo e ao redor do Brasil.

Por meio dessa presença e compromisso, a associação já impactou a vida de mais de 20.000 alunos através de cursos dos mais variados instrumentos e atividades regentes e coreógrafos, sempre com intuito de integrar os jovens no mundo da música.

Essa reputação fez com que a entidade fosse classificada pelo Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo (ProAC), como a segunda entidade com o melhor projeto do Estado de São Paulo.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Após forçar saída, Marinho reencontra Santos em meio à pressão no Flamengo

Marinho é reserva no Flamengo, e fez apenas dois gols em 23 jogos na temporada

Brasil

Memória: a história do Castelinho da Rua Apa

Imóvel, construído em 1912, ficou famoso após ser palco de uma tragédia familiar

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software