X
Cotidiano

Transporte público de Guarujá tem dois concorrentes

A empresa poderá explorar o serviços por 30 anos – 15 renováveis por mais 15 – em lote único

O prefeito Valter Suman (PSB) na assinatura do edital para concessão do serviço / Rodrigo Montaldi/DL

A Translitoral Transporte e Turismo e a City Transportes Urbanos foram as duas únicas empresas que, no último dia 6, apresentaram documentação de habilitação e proposta comercial para assumir o transporte público de passageiros em Guarujá. “Essa documentação, agora, está sob análise da comissão de licitação e, somente depois a classificação das empresas ser publicada no Diário Oficial, será aberto prazo para recurso”, informou a Prefeitura.

A Administração revela que, no atual contrato, considerado irregular tanto pela Prefeitura como pelo Ministério Público (MP) estava defasado e não permite o equilíbrio econômico-financeiro, o que gerou o sucateamento do atual sistema. A  Prefeitura acredita que haverá a necessidade de se conceder aumento no valor da tarifa. “Ainda não há estudos definitivos que apontem o valor final. Acreditamos que o valor da tarifa para o modelo praticado atualmente fique entre R$ 3,70 e R$ 4,10”, conclui.

Meses atrás, após a assinatura do edital para concessão do serviço (foto), o prefeito Valter Suman (PSB) disse que além do novo sistema Bus Rapid Transit (BRT), com capacidade de 12 mil lugares – atualmente são oferecidos 7 mil – o Município será contemplado com a reforma dos dois terminais (Ferry Boat e Vicente de Carvalho); implantação de duas estações de embarque (Enseada e Morrinhos); melhorias no sistema viário e até 15 estações com capacidade total para 270 bicicletas.

A empresa poderá explorar o serviços por 30 anos – 15 renováveis por mais 15 – em lote único. O investimento total será de R$ 197 milhões. Serão 25 ônibus articulados; 40 tipo padrão; 55 micro-ônibus e mais seis outros veículos de suporte, sendo três vans adaptadas. Os 126 novos veículos também possuirão ar-condicionado e Wi-Fi.

O sistema de controle e fiscalização permitirá acompanhamento do itinerário, reduzindo o tempo de espera nos pontos de parada, que serão reformulados para dar mais conforto de embarque e desembarque, inclusive para cadeirantes. Haverá, ainda, uma linha executiva e turística. O sistema BRT integrará a frota, com linhas estruturais, locais (pequenos deslocamentos e tarifas reduzidas) e complementares. O edital prevê a adoção de cartão transporte, mas dinheiro será aceito com possibilidade de volta de cobradores.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos discute queda de Carille em reunião nesta segunda

Dois PMs morrem com suspeita de febre maculosa durante curso

Vítimas eram instrutores da COPC, que teve uma fase de curso em área de mata. Casos seguem em análise pela Fiocruz

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software