Tio de Pistorius vê sobrinho chocado e diz que casal fazia planos

Os comentários de Arnold Pistorius foram os primeiros feitos à frente das câmeras e pessoalmente pela família do astro paralímpico

Comentar
Compartilhar
17 FEV 201321h54

Um tio de Oscar Pistorius declarou que o seu sobrinho está "em estado de choque" após a morte a tiros da sua namorada, ocorrida na residência do atleta biamputado na África do Sul, e reiterou que a família rechaça "vigorosamente" as acusações de que ele planejou matá-la.

Os comentários de Arnold Pistorius foram os primeiros feitos à frente das câmeras e pessoalmente pela família do astro paralímpico desde a morte da modelo Reeva Steenkamp, que levou quatro tiros na madrugada de quinta-feira em Pretória, na África do Sul. Acusado do crime, o atleta está detido deste então.

Arnold Pistorius criticou o indiciamento de seu sobrinho por assassinato premeditado. "Após consulta com os representantes legais, lamentamos profundamente a acusação de assassinato premeditado", disse o tio do atleta. "Nós não temos dúvida de que não há base para a acusação e que o caso, incluindo a sua própria evidência forense, exclui qualquer possibilidade de um assassinato premeditado."

O astro paralímpico permanece detido em uma delegacia de polícia até nova audiência marcada para terça-feira. Arnold Pistorius disse que seu sobrinho e Reeva Steenkamp eram muito próximos desde que começaram a namorar em novembro. "Eles tinham planos juntos, e há muito tempo que Oscar não estava tão feliz em sua vida privada", afirmou.

A prisão do astro paralímpico pela morte de sua namorada, de 30 anos, chocou a África do Sul, onde Pistorius era uma fonte de orgulho pela sua determinação para superar sua deficiência física - perdeu as pernas ainda quando criança e usa próteses - para tornar-se no ano passado em Londres o primeiro atleta biamputado amputadas a competir na Olimpíada.