Cientistas russos encontram fragmentos de meteorito

Um porta-voz da Universidade Federal dos Urais disse que os fragmentos foram detectados ao redor do Lago Chebarkul, na região de Chelyabinsk

Comentar
Compartilhar
17 FEV 201319h35

Cientistas russos disseram neste domingo (17) ter encontrado fragmentos do meteorito que atingiu os Montes Urais na sexta-feira (15), deixando mais de mil feridos. A maioria sofreu cortes quando vidraças de prédios se estilhaçaram devido ao impacto. Um porta-voz da Universidade Federal dos Urais, Viktor Grohovsky, disse que os fragmentos foram detectados ao redor do Lago Chebarkul, na região de Chelyabinsk.

Segundo Grohovsky, o material encontrado tem cerca de 10% de ferro. Acredita-se que o meteoro tivesse cerca de 15 metros de diâmetro quando entrou na atmosfera e explodiu. A Academia Russa de Ciências calcula que o meteoro pesava cerca de 10 toneladas e viajava a uma velocidade de 54 mil quilômetros por hora.

Neste fim de semana, o governo russo iniciou uma operação de limpeza na região afetada, com o envio de mais de 20 mil funcionários aos Montes Urais para consertar os estragos provocados pela chuva de meteoritos da sexta-feira.

O Ministério de Emergências russo pediu calma à população, argumentando que os níveis de radiação na região estavam normais após a "chuva de meteoritos na forma de bolas de fogo".

O presidente russo, Vladimir Putin, disse que agradeceu a Deus que nenhum grande fragmento tenha caído sobre áreas densamente povoadas.