Síria: explosão de tanque de combustível mata 25

Juan Mohammed, um oficial curdo da cidade vizinha de Hassakeh, disse que a explosão aconteceu quando a clínica estava lotada de crianças que foram trazidas para se vacinar contra a pólio

Comentar
Compartilhar
31 MAI 201515h44

Um tanque de combustível explodiu dentro de uma clínica na cidade síria predominantemente curda de Qamishli, no nordeste do país, neste domingo, matando pelo menos 25 pessoas, incluindo crianças, informaram a TV estatal e ativistas neste domingo. A reportagem da TV síria disse que a explosão também feriu 30.

Juan Mohammed, um oficial curdo da cidade vizinha de Hassakeh, disse que a explosão aconteceu quando a clínica estava lotada de crianças que foram trazidas para se vacinar contra a pólio. Segundo Mohammed, um cilindro de gás explodiu dentro da clínica, o que levou a uma explosão de um cilindro de oxigênio que estava perto. As duas explosões provocaram uma terceira explosão no tanque de combustível, segundo ele, matando 25 pessoas, incluindo 12 funcionários e algumas crianças. Conforme o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, foram 25 mortes, e outras pessoas estão em estado crítico.

Na cidade de Alepo, no norte do país, rebeldes bombardearam um bairro em poder do governo, matando 12 pessoas, de acordo com a agência de notícias estatal Sana, da Síria. Segundo o observatório, o bombardeio matou oito pessoas.