X

Cotidiano

Santos terá duas unidades móveis do Bom Prato percorrendo a Zona Noroeste e morros

Município foi um dos oito contemplados pelo Governo do Estado com as novas unidades.

Da Reportagem

Publicado em 30/11/2023 às 12:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Unidades móveis se somam as quatro fixas da cidade / Carlos Nogueira/PMS

Santos passará a contar, em breve, com duas unidades do Bom Prato Móvel, que vão atender os moradores dos morros e da Zona Noroeste. Elas vão se somar às quatro unidades fixas do restaurante popular que já funcionam na Cidade (Mercado Municipal, Morros, Vila Gilda e Zona Noroeste).

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O Município foi um dos oito contemplados pelo Governo do Estado com as novas unidades. A entrega das chaves foi feita na segunda-feira (27) pelo governador Tarcísio Freitas ao prefeito Rogério Santos e à Secretária de Desenvolvimento Social, Audrey Kleys, em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, com a participação também do secretário estadual de Desenvolvimento Social, Gilberto Nascimento, deputados, entre outras autoridades.

O prefeito Rogério Santos celebrou a ampliação da parceria com o Governo do Estado. “Ganhamos agilidade e podemos alcançar quem hoje não tem condições de acessar o serviço, principalmente nos bairros da Zona Noroeste, área que concentra quase 30% da população da Cidade”, diz.

Audrey também ressalta a importância da iniciativa. “Estamos falando de garantir a segurança alimentar de uma parcela da população que hoje não chega ao Bom Prato. Isto representa um enorme avanço”.

Os novos veículos de Santos poderão também, de forma temporária, servir à cidade de São Vicente, até que a construção do seu novo restaurante Bom Prato seja concluída.

Cada unidade móvel será ligada a um restaurante Bom Prato e oferecerá 300 refeições à população em áreas de maior vulnerabilidade, cujos moradores não conseguem acessar as unidades fixas.

BOM PRATO MÓVEL

O Bom Prato Móvel tem como objetivo alcançar bolsões de vulnerabilidade a mais de 3km de uma unidade fixa e que não possuem recursos para deslocamento. Além disso, é possível atender a emergências e calamidades em qualquer local da Cidade.

A seleção dos locais leva em conta a densidade populacional, vulnerabilidade social e a distância das unidades fixas. As refeições são preparadas e embaladas nos restaurantes fixos sob supervisão de uma equipe de nutricionistas.

O transporte dos alimentos é feito em caixas ‘hotbox’ para garantir a segurança sanitária e a temperatura das refeições, e o preço unitário das refeições é de R$1, mesmo valor das refeições em todos os restaurantes do programa. Cada unidade móvel oferece 300 almoços de segunda a sexta-feira.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Guarujá

Caçando Trampo? PAT de Guarujá está 70 vagas nesta quarta (22)

Atendimento é realizado na Avenida Santos Dumont, 1.586, no Pae Cará, em Vicente de Carvalho

Santos

Embaré ganhará novo espaço Pet, em Santos

Intervenções no local estão em andamento, seguindo cronograma de serviços da Prefeitura Regional da Zona da Orla e Intermediária (ZOI)

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter