X

Cotidiano

Santos tem ação voluntária de interação com os pets que vivem em abrigos

Atualmente são 120 bichinhos, entre cachorros e gatos, que esperam pela oportunidade de sair para se exercitar e receber o afeto de alguém

Da Reportagem

Publicado em 15/04/2024 às 12:49

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Os projetos contam com três voluntários que, com o amor que sentem pelos animais e um tempinho extra que arrumaram em sua agenda, colaboram com o bem-estar do bichinho em diferentes necessidades / Carlos Nogueira/PMS

“Tudo o que os animais querem é só um pouco de atenção”. A frase foi dita por José Roberto Martins, de 61 anos, enquanto acompanhava a carismática Olivia, uma fêmea da raça Pitbull. O santista é um dos inscritos nos projetos ‘Rolê Animal’ e ‘Aconchego Felino’, que estimulam contato entre humanos e pets da Coordenadoria de Defesa da Vida Animal (Codevida).

Siga as notícias do Diário do Litoral no Google Notícias

Iniciadas em 2018, as atividades aceitam voluntários dispostos a interagir com os animais que vivem no setor da Prefeitura e são realizadas todas as terças, quartas e quintas-feiras, das 13h às 16h, na sede da Codevida, no Jabaquara. As ações são direcionadas a quem não pode ou não quer adotar no momento, ou deseja primeiramente conhecer os pets antes da adoção.

Atualmente são 120 bichinhos, entre cachorros e gatos, que esperam pela oportunidade de sair para se exercitar e receber o afeto de alguém que não seja apenas o cuidador da Coordenadoria.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Os projetos contam com três voluntários que, com o amor que sentem pelos animais e um tempinho extra que arrumaram em sua agenda, colaboram com o bem-estar do bichinho em diferentes necessidades que sentem. Enquanto no ‘Rolê Animal’, os participantes podem passear com alguns dos 80 cães nos arredores da unidade, no projeto ‘Aconchego Felino’ 40 gatos esperam uma nova companhia para receber carinho e atenção em suas respectivas baias.

“A intenção do projeto, primeiramente, é a interação dos animais com os seres humanos. Nossos bichinhos residem em baias e, muitas vezes, chegam à Codevida com traumas gerados por pessoas. Como estimulamos a doação consciente deles, desejamos que se acostumem com um novo público que não seja composto por apenas nós da unidade. Queremos expandir esse vínculo e que voltem, mesmo que aos poucos, a confiar em seres humanos”, explicou a médica-veterinária e coordenadora de Defesa da Vida Animal, Karoline Castro.

O bem é recíproco

Para José Roberto, tudo começou há seis anos, quando assistiu a um anúncio das iniciativas que mostraram alguns animais que chamaram a atenção do aposentado. “Eu me apaixonei na hora por essa ação. Na campanha, ainda, exibiram cachorros que pareciam ser ariscos e, como gosto de um desafio, mas aprecio ainda mais os animais, pensei: ‘são eles que eu quero levar para passear’. O mais engraçado é que quando cheguei à Codevida, a amizade surgiu logo de início. Percebi que tudo o que eles queriam era só um pouco de atenção. Temos uma cumplicidade enorme”.

E todos os dias de ação, sempre no mesmo horário, José sai da Pompeia, bairro onde vive, para visitar os seus amigos de quatro patas no Jabaquara. “Encontrá-los é gratificante, muito terapêutico. Eu faço bem para eles e eles para mim. É um benefício recíproco. Tenho afinidade com uns trinta cachorros e gatos daqui e, se um dia pedissem para escolher apenas um para passear, acho que eu ficaria encrencado. Não conseguiria decidir de tanto amor que sinto”, refletiu.

Ao observar o cuidado do aposentado com os animais, Karoline não deixa de esconder o orgulho que sente dessa relação. “Ele não falta em nenhum dos dias que ocorre o Rolê Animal e Aconchego Felino. Não abrimos mão desse voluntário pela afinidade que ele tem com cada um dos nossos bichinhos, que são muito gratos por ele. É um parceiro mesmo e que podemos contar sempre”.

A Codevida incentiva a adoção responsável dos 120 animais que estão na sede do órgão, localizado na Avenida Francisco Manoel s/nº, Jabaquara, à espera de um lar. Mais informações pelo WhatsApp (13) 99784-1804 e Instagram @codevidaoficial.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Suspeitos de lavagem de dinheiro para o PCC são presos em Praia Grande

Segundo investigações, o trio comandava um esquema de fraudes para lavar dinheiro do tráfico de drogas, utilizando imóveis e contas em bancos digitais

Esportes

O futebol continua! Veja os campeonatos que não terão paralisação

Times gaúchos estão envolvidos nos principais torneio do futebol brasil

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter