Saiba quais são os objetos mais perdidos no Poupatempo

Os cidadãos que procuram os locais para tirar documentação esquecem até os próprios documentos, antigos ou os que acabam de receber, informou a Companhia de Processamento de Dados

Comentar
Compartilhar
20 MAI 201518h10

Guarda-chuvas e óculos são os objetos mais comuns nos achados e perdidos dos 64 postos do Poupatempo no Estado de São Paulo. Inúmeros outros itens, porém, despertam a atenção, como capacetes, brinquedos, remédios, chaves e livros.

Os cidadãos que procuram os locais para tirar documentação esquecem até os próprios documentos, antigos ou os que acabam de receber, informou a Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp), órgão que administra o Poupatempo.

Cerca de 165 mil pessoas passam diariamente pelos 64 postos do Poupatempo no Estado - o mais movimentado é o de Itaquera, na zona leste da capital, com 12 mil frequentadores por dia, seguido pelo de Santo Amaro, na zona sul, com 10 mil.

Um frequentador já esqueceu a bengala e só voltou dias depois para buscá-la, contou a secretária da administração do Poupatempo da Sé, Maria Martinha Cardoso. Ela já encontrou uma sacola com quase 50 pares de óculos, provavelmente esquecidos por um vendedor ambulante. Outra vez deparou-se com um saco com mais de 50 pacotes de macarrão instantâneo.

Na Sé, região central da capital, há dois anos um caminhoneiro esqueceu sua carteira com R$ 3,5 mil, mas ela foi encontrada por outro usuário, que a entregou aos funcionários com todo o dinheiro. "O caminhoneiro não acreditou", lembrou a gerente da unidade, Cândida Rocha Schwenck.

Guarda-chuvas e óculos são os objetos mais comuns nos achados e perdidos no Poupatempo (Foto: Divulgação) (Foto: Divulgação)

Objetos perdidos

O Poupatempo explicou que todos os itens encontrados pelos funcionários dos postos ficam à disposição por até 90 dias. Já os produtos perecíveis e itens não reclamados em até três meses são encaminhados como donativos para o Fundo Social de Solidariedade.

No caso de documentos e telefones celulares, os funcionários tentam localizar os donos através das informações disponíveis. Caso não seja possível, os documentos vão para os Correios e os telefones são encaminhados para doação.

As pessoas podem obter informações sobre objetos encontrados nos postos onde eles foram perdidos ou através do Disque Poupatempo, pelo telefone gratuito 0800 772 3633. O interessado descreve o objeto perdido e, caso ele seja localizado, os funcionários entram em contato.

Busca online

Para facilitar a localização de objetos perdidos, o Poupatempo vai incluir em seu site um serviço de busca automática. O programa está sendo desenvolvido pela área de sistemas da Prodesp.

O usuário deverá criar o seu perfil com login e senha de acesso no novo site, que vai facilitar o acesso ao agendamento prévio para atendimento e a outros serviços, como consultas ao guia de informações e "linha do tempo" pessoal, com registros de retirada de documentos ao longo da vida.