X

Cotidiano

Sabesp promete investir R$ 22,3 bilhões na Baixada Santista até 2060

Em processo de desestatização, companhia prevê água tratada e saneamento em morros e áreas de mangue das nove cidades da região

Luana Fernandes

Publicado em 28/02/2024 às 13:04

Atualizado em 05/03/2024 às 14:17

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Em novo contrato, Sabesp deve investir R$ 22,3 bilhões na Baixada Santista até 2060 / Divulgação/GovernoSP

Siga as notícias do Diário do Litoral no Google Notícias

Em 36 anos, a Sabesp deve investir R$ 22,3 bilhões na Baixada Santista. É o que prevê o novo contrato de concessão proposto pelo Governo de São Paulo no processo de desestatização da companhia. O documento está em etapa de consulta até o dia 15 de março. O investimento permitirá que água potável e esgoto coletado e tratado esteja em toda a Região, incluindo núcleos de moradia em morros e áreas de mangue.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

A companhia relaciona como os recursos serão destinados: R$ 3,2 bilhões na expansão da rede de tratamento e distribuição de água; R$ 6 bilhões na modernização da rede de distribuição de água; R$ 3,7 bilhões na expansão da rede de coleta e tratamento de esgoto; R$ 6,3 bilhões na melhoria da rede de coleta e tratamento de esgoto; e R$ 3,1 bilhões em inovação, eficiência energética e outros serviços. Os nove municípios da Baixada Santista - com uma população de 1,8 milhão de habitantes - são atendidos pela Sabesp.

A desestatização da Sabesp foi abordada na coluna "De Olho No Poder", do jornalista Bruno Hoffman.

Cerca de 25% dos moradores vivem em áreas urbanas informais, como morros e mangues. A água potável chega a somente 40% deles, enquanto o tratamento de esgoto alcança apenas 15%. Há ainda outros 3,1 mil residentes em áreas rurais onde a taxa de abastecimento de água alcança 56% e o índice de tratamento de esgoto vai a 52%.

Sabesp concluirá reparos na pavimentação a partir de janeiro.

Com a desestatização da Sabesp, a universalização será antecipada para 2029 com a distribuição de água potável para 100% dos domicílios e a coleta e tratamento de esgoto para 98% da população. Para isso, a previsão de investimentos na Baixada Santista para os próximos cinco anos é de R$ 7,3 bilhões.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

ESPORTE REGIONAL

Portuários Stadium reúne crianças e adolescentes com o ThaiKids em Santos

Evento acontece no próximo dia 27

Polícia

Homem é esfaqueado em briga no Atacadão, em Santos

O caso ocorreu no Atacadão da Avenida Nossa Senhora de Fátima, no bairro Chico de Paula.

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter