X

POLÊMICA CONTINUA

Oposição promete ir à Justiça caso Tarcísio sancione privatização da Sabesp

Segundo deputados contatados pelo Diário, intenção é buscar a justiça via Ação Direta de Inconstitucionalidade logo após sanção do governador

Bruno Hoffmann

Publicado em 06/12/2023 às 16:37

Atualizado em 06/12/2023 às 16:44

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Discussão permanece na Alesp / Divulgação/Alesp

A oposição vai buscar a Justiça contra a privatização da Sabesp caso a proposta seja aprovada na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). A expectativa é de que o governo tenha votos suficientes para autorizar a concessão da estatal para a iniciativa privada.

Segundo fontes ouvidas pela reportagem, a pretensão é buscar a justiça via Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra o projeto enviado pelo governador Tarcísio de Freitas (Republicanos). A intenção é tomar a medida após o governador sancionar a lei.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

A justificativa legal da oposição é que a futura lei aprovada contraria o segundo parágrafo do artigo 216 da Constituição Estadual de São Paulo, que afirma: "O Estado assegurará condições para a correta operação, necessária ampliação e eficiente administração dos serviços de saneamento básico prestados por concessionária sob seu controle acionário”.

O deputado Guilherme Cortez (PSOL) afirmou que a proposta do governo “é completamente equivocada e, desde o início, carrega consigo um vício constitucional”.

“Tarcísio optou por uma estratégia que visa facilitar a aprovação por maioria simples, contornando a necessidade de uma Proposta de Emenda à Constituição, a PEC. Isso é preocupante, pois a Constituição Estadual estabelece claramente que a gestão da empresa de água e saneamento deve ser estatal”, defendeu o parlamentar.

O psolista disse que apontou a questão durante a tramitação do texto, e garantiu que buscará meios judiciais em caso de aprovação. “Recorreremos à Justiça para buscar a declaração de inconstitucionalidade desse projeto de lei, que claramente viola a Constituição Estadual."

Já o deputado Paulo Fiorilo (PT) disse que a bancada do PT se opõe fortemente à proposta. “Estamos fazendo de tudo que pode para barrar a entrega da Sabesp”, afirmou.

 A Alesp encerrou na madrugada de quarta-feira (6) a discussão sobre o projeto de lei de privatização da Sabesp. A votação da matéria está prevista para hoje às 17h30.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Sabesp interrompe abastecimento de água em bairros de São Vicente

Serviços podem interferir no fornecimento nesta semana e na próxima

RODOVIAS

Consórcio Litoral Paulista vence leilão de concessão do Lote Paulista

Evento aconteceu na manhã desta terça-feira (16)

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter