Rebeldes sírios disparam morteiros e matam 13 pessoas

De acordo com a TV estatal, os morteiros caíram perto de uma escola, no horário que os alunos estavam saindo da aula

Comentar
Compartilhar
23 MAR 201514h43

Rebeldes sírios dispararam morteiros ao redor de áreas controladas pelo governo nesta segunda-feira, ao norte da cidade de Alepo, matando 13 pessoas e ferindo dezenas, de acordo com uma TV estatal e o grupo ativista Observatório Sírio pelos Direitos Humanos. Trata-se do mais violento ataque dos últimos meses.

No mês passado, tropas da Síria e milícias pró-governo lançaram uma ofensiva em uma tentativa de cercar partes controladas pelos rebeldes na cidade e, desde então, os ataques intensos vêm acontecendo nas proximidades de Alepo.

De acordo com a TV estatal, os morteiros caíram perto de uma escola, no horário que os alunos estavam saindo da aula. Segundo um relatório, as autoridades fecharam algumas estradas para deixar livre o caminho para hospitais e aos cidadãos que queriam doar sangue.

Também nesta segunda-feira, aviões do governo bombardearam uma área perto de Jabal al-Zawiya, na província de Idlib, onde um helicóptero do Exército caiu no dia anterior e seus cinco tripulantes foram capturados pelos rebeldes, segundo ativistas. Os rebeldes atiraram em uma das pessoas a bordo.

O Observatório, com sede na Grã-Bretanha, disse que nove ataques aéreos foram realizados nesta segunda-feira. A crise da Síria dura cinco anos e já matou mais de 220 mil pessoas.