Quiosques se transformam em base avançada da Guarda, PM e Turismo em Bertioga

Iniciativa provisória, que teve início no dia 20 de dezembro do ano passado, é elogiada por turistas.

Comentar
Compartilhar
10 JAN 201320h39

Desde o dia 20 de dezembro do ano passado, os quiosques que fazem parte do projeto de reurbanização da orla da praia de Bertioga estão sendo utilizados por serviços públicos. A medida adotada pelo prefeito Mauro Orlandini visa dar uma destinação aos equipamentos até a realização da licitação, para ocupação definitiva pelo comércio.

A Guarda Civil Municipal (GCM), a Polícia Militar (PM), e as secretarias de Saúde e Turismo estão ocupando os quiosques como pontos de apoio a turistas e moradores. De acordo com o comandante da Guarda, Giovani Amaral, durante esses 20 dias de uso, o local se transformou em uma base avançada da corporação e, durante esse período, o que chamou a atenção foi a grande quantidade de crianças perdidas. “Atendemos muitos casos desse tipo, além de informações ao turista e à comunidade e também autuações de infrações”, revelou o comandante.

Para garantir maior segurança para as famílias, principalmente no período em que as praias estão cheias, o Grupamento de Bombeiro Marítimo de Bertioga disponibiliza pulseiras plásticas para identificação das crianças, para anotação do nome e telefone dos responsáveis. As pulseiras podem ser retiradas com um dos seis guarda-vidas que atuam nesse trecho da orla e também nos dois Postos de Bombeiro, conforme explicou o comandante do Grupamento, Tenente Hugo Bernardes.

“A Administração Pública tem que ser fazer presente. É fundamental o contato visual da comunidade. Essa é a materialização do serviço público”, justificou o secretário de Segurança e Cidadania, Eduardo Silveira Bello. Além de reforçar os serviços da Guarda Civil Municipal, a intenção, segundo o secretário, é criar um Centro de Monitoramento em Bertioga, com uma Sala de Inteligência. “E para o turista estrangeiro, um sistema de atendimento com voluntários que falem várias línguas. Isso vai possibilitar maior acolhimento a esse turista”.