Professora de 65 anos dá à luz a quádruplos na Alemanha

De acordo com uma porta-voz do hospital, os bebês têm grande chance de sobrevivência, mas ainda não é completamente seguro de que estejam livres de complicações

Comentar
Compartilhar
23 MAI 201515h09

Uma professora de 65 anos de Berlim deu à luz a quádruplos neste sábado, após uma gravidez que foi amplamente criticada por médicos, informou a TV RTL. Annegret Raunigk deu à luz a uma menina e três meninos, após se submeter a uma cirurgia cesariana em um hospital de Berlim.

De acordo com uma porta-voz do hospital, os bebês têm grande chance de sobrevivência, mas ainda não é completamente seguro de que estejam livres de complicações, porque nasceram na 26ª semana de gravidez. Uma gestação normal leva em torno de 40 semanas. A mãe passa bem.

Annegret já é mãe de 13 crianças, com idades que variam de 9 a 44 anos, de cinco pais diferentes. Ela disse ao jornal alemão Bild no mês passado que decidiu engravidar mais uma vez porque sua filha mais nova desejava um irmão. Ela tem também sete netos.

A professora teve de viajar para fora da Alemanha para obter doação de ovos fertilizados, já que esse procedimento é proibido em seu pais. Sua decisão provocou críticas na classe médica, que questionou se seria capaz fisicamente de carregar quatro crianças. Ela defendeu sua decisão ao Bild: "eles podem ver isso como desejam e eu verei do modo que acredito ser o certo".