Municípios da Baixada Santista intensificam combate à dengue

Segundo balanço do Ministério da Saúde, em 2012 foram notificados em São Paulo 3.464 casos contra 21.691 registros deste ano

Comentar
Compartilhar
27 FEV 201321h13

Os municípios da Baixada Santista, litoral de São Paulo, estão se mobilizando para ações de combate à dengue. Em todo o estado o número de casos da doença do início do ano até 16 de fevereiro é seis vezes maior em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo balanço do Ministério da Saúde, em 2012 foram notificados em São Paulo 3.464 casos contra 21.691 registros deste ano.

Em Santos, desde 1º de janeiro até a última segunda-feira (25) foram detectados 216 casos. Em janeiro e fevereiro do ano passado foram 22 casos na cidade, segundo balanço do Centro de Vigilância Epidemiológica do estado de São Paulo.

A prefeitura santista lançou nesta quinta-feira (27) um plano de combate à doença. As ações foram apresentadas a líderes comunitários, representantes de hospitais privados e universidades.

Em Santos, desde 1º de janeiro até a última segunda-feira (25) foram detectados 216 casos de dengue (Foto: Agência Brasil)

No Guarujá, 114 pessoas foram infectadas com o vírus este ano. Em 2012, ocorreram sete casos nos dois primeiros meses. No município de Praia Grande foram registrados 101 casos de dengue desde o começo do ano. Em janeiro e fevereiro de 2012 foram notificados dez casos.

Para combater a expansão da doença, a prefeitura de Praia Grande adquiriu quatro veículos que farão vistorias em escolas, ferros-velhos e locais com grande circulação de pessoas. Os funcionários de saúde da cidade estão passando por um ciclo de palestras de capacitação. Foi feito na semana passada um mutirão que recolheu 210 toneladas de materiais que poderiam abrigar larvas do Aedes aegypti.