Motoristas reclamam de congestionamento diário no acesso a Diadema

A lentidão é diária entre o km 14 e km 16. O trecho é o que dá acesso a cidade de Diadema.

Comentar
Compartilhar
15 ABR 2019Por Vanessa Pimentel06h23
O problema prejudica, principalmente, quem mora na Baixada Santista e trabalha em São Paulo.Foto: Reprodução

Todo dia, das 6h30 às 8h30, quem sobe a serra pela Imigrantes se depara com a mesma cena: uma fila de carros esperando para acessar a entrada de Diadema. O congestionamento começa ainda no km 14 e segue até o km 16. Como só há um acesso, quem vai entrar na cidade precisa enfrentar a fila. Já os motoristas que não querem "esperar", acabam formando uma fila dupla, o que trava a pista para quem quer seguir sentido São Paulo.

O problema é antigo e prejudica, principalmente, quem mora na Baixada Santista e trabalha em São Paulo, já que enfrenta o congestionamento diariamente. O trecho conta com quatro pistas, mas sobram apenas duas com lentidão devido ao excesso de veículos.

A Reportagem questionou a Ecovias, concessionária responsável pelo Sistema Anchieta-Imigrantes, para saber se há algum projeto que vise amenizar o problema. Porém, a Ecovias informou que o maior movimento é apenas em horários de pico e que, embora o trecho tenha quatro faixas de rolamento, com uma faixa de aceleração, alguns usuários desrespeitam a sinalização e adentram bruscamente à rodovia, o que obriga que os demais usuários, que seguem para São Paulo, a diminuírem a velocidade e consequentemente também impactar na lentidão.

Ainda segundo a Ecovias, a sinalização é adequada ao trecho, mas está avaliando junto ao seu Programa de Redução de Acidentes (PRA) ações de melhorias que possam garantir conforto e agilidade ao tráfego dos usuários sem abrir mão da segurança viária.

Já a fiscalização e a punição de motoristas infratores das leis de trânsito não são funções previstas na atuação da concessionária, e só podem ser realizadas pelos órgãos competentes, no caso, o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) e Policiamento Rodoviário.

Colunas

Contraponto