Mortes no trânsito aumentam 10% em fevereiro na Baixada Santista

Foram 22 casos em fevereiro deste ano ante 20 no mesmo mês do ano passado, segundo dados do Infosiga divulgados nesta segunda-feira (19)

Comentar
Compartilhar
19 MAR 2018Por Da Reportagem17h31
Na manhã de 16 de fevereiro, um motorista de 40 anos morreu após acidente na Avenida Conselheiro Nébias, no Boqueirão, em SantosFoto: Diário do Litoral

As mortes no trânsito na Baixada Santista aumentaram 10% em fevereiro deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 22 casos ante 20, conforme dados do Infosiga, do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, divulgados nesta segunda-feira (19).

Reportagem do Diário do Litoral publicada neste domingo (18) mostrou que os acidentes no trânsito mataram mais pessoas em 2017 e 2016 do que a violência pública:  respectivamente 570 casos ante 339.

A cidade com mais mortes no trânsito em fevereiro deste ano na Baixada foi Santos, com cinco casos. Na sequência vieram Cubatão, Guarujá e São Vicente com quatro óbitos cada. Peruíbe teve duas mortes, enquanto Praia Grande, Bertioga e Itanhaém tiveram uma morte cada. Mongaguá não teve fatalidades no trânsito.

Em fevereiro do ano passado a cidade da região com maior número de óbitos foi Praia Grande, com cinco casos. A cidade foi seguida por Itanhaém, com quatro; São Vicente e Bertioga, com três cada; Cubatão e Peruíbe, com dois cada, e Santos, com um. Mongaguá e Guarujá não tiveram registros de óbitos em acidentes naquele período.

Estado tem queda

O Estado de São Paulo registrou em fevereiro o menor número de óbitos desde 2015, quando teve início o levantamento do Infosiga. Neste mês foram registradas 374 vítimas de acidentes de trânsito, redução de -10,1% na comparação com o mesmo período de 2017 (416 ocorrências).

"É inegável que os números estão ainda longe do ideal, mas as reduções são um indicativo importante e mostram que a sociedade está se mobilizando em prol da segurança no trânsito", afirma a coordenadora do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, Silvia Lisboa.

Entre as bases de dados do Governo do Estado, o Infosiga SP já é a segundo mais acessada, atrás apenas do Infocrim – Informações Criminais, de acordo com levantamento Governo Aberto SP, realizado pela Ouvidoria Geral do Estado.

"A segurança no trânsito entrou definitivamente na pauta do Estado e do país, com a sociedade engajada na busca por soluções para uma mobilidade mais segura", afirma o governador Geraldo Alckmin (PSDB).