Grupo anuncia protesto na porta da casa do prefeito de Santos contra comércio fechado

Comerciantes e empresários afirmam que medida pode levar estabelecimentos de longa data a fechar as portas de forma definitiva

Comentar
Compartilhar
06 MAR 2021Por Da Reportagem06h45
Prefeito Rogério Santos deverá ser alvo de protestos durante este sábadoPrefeito Rogério Santos deverá ser alvo de protestos durante este sábadoFoto: Reprodução / Instagram / Facebook

Indignados com o fechamento do comércio que se inicia a partir deste sábado (6) devido a medidas restritivas anunciadas pelo Governo do Estado e acatadas pelas prefeituras da Baixada Santista, diversos comerciantes e empresários de Santos anunciaram, por meio das redes sociais, que irão fazer um protesto na porta da casa do prefeito Rogério Santos. A manifestação está marcada para começar a partir do meio-dia.

Em uma postagem feita pela conta de um restaurante de Santos, os empresários afirmam que seguiram todos os protocolos pedidos pelas autoridades sanitárias e que explicam que um novo fechamento que pode durar 15 dias ou mais será o suficiente para fazer com que empreendimentos de longa data fechem as portas de maneira definitiva.

"Rogério Santos, nossa cidade está sem prefeito. Até o momento, construímos um diálogo, mas acatando todas as decisões incoerentes do nosso governador. E você assiste tudo isso calado. Nossa cidade sempre teve os melhores números do Estado, sempre fomos exemplo de comportamento. Comércios e munícipes. Seguimos todas as normas sanitárias, distanciamos, reduzimos capacidade. E quando há qualquer aumento de casos, quem é o bode expiatório? O comércio que emprega legalmente, pagador de imposto e honesto", escreveu a conta.

Os organizadores afirmam que não existe comércio que não seja essencial em tempos de pandemia e por isso prepararam a manifestação para que ela ocorra de forma pacífica na frente da casa do prefeito. A manifestação deve se iniciar a partir das 12h.

Postagem chama público às ruas para sensibilizar o prefeito quanto às necessidades do setor comercial