SEU BOLSO

Governo de SP não cumpre meta de baixar gasolina em R$ 0,48 em 88 cidades

A Gazeta apurou a variação de preços na última semana após a medida de congelamento do ICMS anunciada pelo governo paulista

Joe Silva, da Gazeta de S. Paulo

Publicado em 04/07/2022 às 15:19

Atualizado em 04/07/2022 às 15:22

Compartilhe:

Preços de combustíveis em junho de 2022 / Reprodução/Youtube

Ao anunciar, no último dia 27, que o ICMS sob a gasolina seria congelado, o governo de São Paulo prometeu que o preço do combustível teria redução de até R$ 0,48 por litro no Estado. A Gazeta comparou a média de preços registrada na semana anterior ao anúncio com os preços praticados na última semana. Os dados são da ANP (Agência Nacional de Petróleo). 

De acordo com informações coletadas pela Agência, houve redução de R$ 0,30 no preço médio no litro da gasolina comum. O valor foi obtido a partir da média ponderada dos valores de variação de preços entre uma semana e outra, em 108 municípios paulistas. Veja o cálculo abaixo:

Preços médios da gasolina comum, antes e depois da medida de congelamento do ICMS sob o combustível em SP. Imagem: Gazeta de S. Paulo, com dados da ANP

Três municípios foram na contramão da medida e tiveram aumento de preços. Em Santo André, na Grande São Paulo, o litro da gasolina comum ficou R$ 0,07 mais caro. Lins e Garça tiveram aumento de R$ 0,11 e R$ 0,06, respectivamente. Ao anunciar o congelamento do ICMS sob combustíveis em São Paulo, o governador Rodrigo Garcia (PSDB) informou que o Procon estaria nas ruas verificando se os postos estariam de fato reduzindo seus preços. 

O governo de SP conseguiu atingir a meta de baixar os preços em R$ 0,48 em apenas 20 das 108 cidades analisadas, sendo que, destas, 19 estão no Interior. A exceção é Itanhaém, no litoral paulista, onde a redução média foi de R$ 0,52 no preço do litro da gasolina comum.

Apesar da redução média no Estado, o preço do combustível continua alto em algumas cidades. Confira as 10 cidades onde está mais caro abastecer com gasolina em São Paulo:

As 10 cidades com gasolina mais cara em SP, segundo dados da ANP de 2 de julho. Imagem: Gazeta de S. Paulo, com dados da ANP

A cidade de Guarujá, na Baixada Santista, tinha na última semana analisada, a gasolina comum mais cara de todo o estado de São Paulo, considerando o preço médio nos postos da cidade analisados pela ANP. A redução no preço do combustível foi de apenas R$ 0,07 na última semana.

Também no Litoral, Cubatão aparece em 4° lugar na lista das cidades mais caras para abastecer com gasolina, mesmo com a redução de R$ 0,45 no litro do combustível.

Na capital paulista, o governo de São Paulo também não conseguiu atingir a meta de baixar em R$ 0,48 o preço do litro da gasolina. Fechando com redução de R$ 0,32, a cidade de SP vende o combustível a uma média de R$ 6,72 por litro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Itanhaém

Homem é preso com drogas e arma em adega em Itanhaém

Ocorrência aconteceu na madrugada de terça-feira (23)

Cotidiano

A estrada é só sua! Sistema Anchieta-Imigrantes tem normalidade

Tempo é considerado encoberto e a visibilidade é parcial

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter