Frio e chuva fina espantam turistas no feriado

Até a tarde de ontem, apenas 90 mil carros desceram a serra. A estimativa inicial da Ecovias era de que até 270 mil veículos descessem a serra em direção à Baixada

Comentar
Compartilhar
20 JUN 201410h41

Frio, chuva e baixas temperaturas parecem ter espantado os turistas que viriam para a região aproveitar o feriado prolongado de Corpus Christi. Até as 16 horas de ontem, apenas 90 mil veículos haviam descido a serra. A estimativa inicial da Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), era de que até 270 mil carros passassem pelas estradas em direção à Baixada.

Durante toda a manhã de ontem, a Ecovias registrou um baixo movimento nas estradas, o que rendeu aos motoristas que arriscaram descer a serra um bom fluxo durante a viagem. Sem trechos de lentidão, o motorista utilizou as pistas sul das vias Anchieta e Imigrantes. Já a subida era realizada pelas pistas norte das duas rodovias.

O clima durante todo o dia de ontem coincidiu com as previsões realizadas pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC). O dia amanheceu nublado com chuvas isoladas. Muitas nuvens encobriam o céu.

Por causa do baixo volume de veículos, SAI operou no esquema normal (Foto: Luiz Torres/DL)

O mau tempo pesou na decisão dos turistas na hora de escolher descer ou não a serra. Ao contrário do que havia previsto a Ecovias, entre a manhã e tarde de ontem, período em que a maioria dos veículos chegam à região, apenas 30% da estimativa total da concessionária haviam passado pelo SAI.

A contagem iniciou-se às 0h de quarta-feira (18) e se estenderá até as 24h de domingo (22). A concessionária previa que o movimento de veículos no sentido litoral começasse a aumentar a partir das 10h de ontem, mantendo-se intenso até as 15h.

Por causa do baixo volume de carros, não foi implantada a Operação Descida, quando sete faixas são liberadas para a descida, e apenas três para a subida (7x3). O SAI operou então em esquema normal, 5x5.