Fibras óticas revolucionam oferta de serviços em Praia Grande

Projeto Cidade Integrada completou 10 anos de sua implantação este mês.

Comentar
Compartilhar
22 DEZ 201214h10

Praia Grande comemora neste mês de dezembro 10 anos da implantação de uma complexa rede de fibras óticas que revolucionou a oferta de serviços voltados aos munícipes e turistas. Denominado Infovia, o sistema é a espinha dorsal do Projeto Cidade Integrada. O pioneirismo do Município se tornou referência no País e vem servindo de exemplo para outras administrações públicas e empresas.

“A Infovia está em constante evolução, com a ampliação dos cabos a cada inauguração de uma nova unidade, além da implantação de novos serviços”, destacou a secretária de Planejamento Estratégico e Gestão, Aparecida Regina Fermino da Silva.

O sistema de fibras óticas foi implantado em dezembro de 2002 e representou um salto gigantesco em tecnologia, agilidade, desburocratização e segurança. São 220 quilômetros de cabos instalados no subsolo da Cidade, além de mais 80 quilômetros em redes aéreas, totalizando 300 quilômetros de Infovia.

O foco dos trabalhos inicialmente estava voltado para a segurança pública. A implantação da Central de Videomonitoramento, para onde são transmitidas as imagens das 1.530 câmeras espalhadas pela Cidade, elevou Praia Grande ao status de Cidade mais monitorada do País. Funcionando 24 horas, o serviço resultou na diminuição de 95% dos casos de vandalismo contra prédios públicos municipais.

Nos primeiros quatro anos de funcionamento da Central (2002-2006), o Município alcançou uma redução de quase 70% no índice de homicídios, que passaram de 143, em 2002, para 43 em 2006, conforme a Secretaria de Estado da Segurança Pública.

A Infovia proporcionou a criação e modernização de outros serviços. Destaques para a comunicação de dados, transmissão de imagens, voz e internet. Atualmente, o sistema atende todas as unidades municipais, como educacionais, de saúde e assistência social, e interliga as secretarias, mesmo as mais distantes do Paço, como a de Serviços Urbanos (Sesurb), no Bairro Boqueirão. Órgãos públicos, como as delegacias, Fórum, Procon, Cartório Eleitoral e Conselho Tutelar também utilizam o sistema.

Telefonia - As fibras óticas possibilitaram a implantação do sistema Voip, que permite que os telefonemas originados da administração municipal sejam gerados a partir de uma central instalada no Paço, aumentando o controle e até restringindo ligações para celulares. Desta forma, ocorreu uma economia estimada pela Seplan em torno de 20%. A economia em uma unidade de saúde chegou a 70% de economia.

Infovia destaca pioneirismo de Praia Grande (Foto: DIvulgação)

Educação

Na área da Educação, o Cidade Integrada foi responsável pela banda larga nas aulas de informática. Serviços controlados digitalmente, como a frequência dos alunos e até a lousa, também passaram a fazer parte do cotidiano de estudantes e profissionais.

Saúde

A Infovia também beneficiou a área da saúde. A Secretaria de saúde Pública (Sesap) ressaltou o aprimoramento do controle de medicamentos e de fila de espera para consultas no Centro de Especialidades Médicas Ambulatoriais (Cemas).

O sistema agregou ainda maior agilidade no agendamento de consultas, o monitoramento por câmeras das unidades, a transmissão de informações entre as unidades básicas de saúde, eliminando erros que ocorriam no uso de discos de gravação.

Social - A rede ainda possibilitou uma melhor administração de programas sociais, como o Bolsa Família, além do monitoramento de doenças, como a dengue, por exemplo.

Trânsito – Nesta área, a Infovia modernizou o monitoramento do fluxo de veículos e o controle semafórico. O pioneirismo do sistema pode ser constatado com um click na página da Prefeitura (www.praiagrande.sp.gov.br), onde é possível acessar câmeras e ver a movimentação ao vivo nas ruas, nos centros comerciais e até observar as ondas na praia.