Cetesb registra 43 praias em condições impróprias no litoral paulista

O destaque negativo fica com a Praia Grande, que tem 11 das 12 praias analisadas em condições ruins.

Comentar
Compartilhar
22 DEZ 201212h16

Um total de 43 praias do litoral paulista estão com suas condições de balneabilidade consideradas impróprias para o banho, segundo as últimas medições da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), feitas entre os dias 16 e 18 de dezembro.

O destaque negativo fica com a Praia Grande, que tem 11 das 12 praias analisadas em condições ruins para o contato com a água. Na cidade, apenas a praia da Flórida foi considerada adequada.

Na Praia Grande, deve ser evitado o banho de mar nas praias do canto do Forte, Guilhermina, Vila Tupi, Vila Mirim, Vila Caiçara, Boqueirão, Aviação, Ocian, Maracanã, Real e Jardim Solemar. Na cidade de Santos, todas as sete praias monitoradas também apresentam condições impróprias: Ponta da Praia, Aparecida, Boqueirão, os dois trechos da José Menino, Embaré e Gonzaga.

Também estão impróprias para banho seis praias de São Vicente (Praia da Divisa, Ilha Porchat, Gonzaguinha, Itararé - Posto 2, Milionários e Prainha); três no Guarujá (Perequê, Enseada - R. Chile e Astúrias); três em Bertioga (Enseada - Vista Linda, Enseada, R. Costábili e Enseada - Sesc); cinco em Ilha Bela (Armação, Saco da Capela, Itaguaçu, Itaquanduba e Portinho); seis em São Sebastião (Prainha, São Francisco, Pontal da Cruz, Porto Grande, Arrastão e Preta do Norte); e duas em Caraguatatuba (Indaiá e Centro).

Praia Grande, que tem 11 das 12 praias analisadas em condições ruins para o contato com a água (Foto: Divulgação)