Evaldo questiona passarela em shopping

Requerimento questiona se licença foi pedida ou emitida pela Prefeitura. Projeto sobre novas regras do paisagismo urbano será discutido hoje, a partir das 14 horas, na Câmara

Comentar
Compartilhar
01 ABR 201410h24

A Prefeitura de Santos recebeu algum pedido ou emitiu licença para a instalação de suporte para uma eventual e futura passarela junto ao Praiamar Shopping, na Aparecida?

Essa é a dúvida do vereador Evaldo Stanislau (PT), que teve requerimento com esse questionamento, aprovado na sessão de ontem da Câmara. Em caso positivo, o parlamentar pede à Administração Municipal cópia de inteiro teor do processo. A resposta deve ser enviada a ele em menos de um mês.

A possibilidade da construção de uma passarela junto ao Praiamar Shopping vem sendo discutida no Legislativo desde novembro de 2012, quando um projeto, prevendo esse tipo de equipamento em alguns locais da Cidade (áreas portuária e urbana), foi encaminhado pelo então prefeito João Paulo Tavares Papa (PMDB).

A matéria passou a causar certo desconforto a alguns vereadores em razão da publicidade feita pelo Grupo Mendes, mostrando que o Praiamar Corporate, que ainda está em obras, terá ligação direta com o Praiamar Shopping.

Projeto prevendo passarela segue tramitação  (Foto: Luiz Torres/DL)

Na semana passada, o projeto recebeu parecer favorável do relator da Comissão Permanente  de Obras, Habitação Social, Serviços Públicos e Transportes, vereador Manoel Constantino (PMDB). Antes de ser votado, por duas vezes,  o projeto de lei precisa passar pelas comissões permanentes do Verde, Meio Ambiente e Proteção à Vida Animal e de Assuntos Portuários e Marítimos.

Outdoors e painéis

A Câmara promove uma audiência pública hoje, às 14 horas, para discutir o projeto do Executivo propondo novas normas para afixação de outdoors, faixas e painéis no Município.

O projeto é considerado menos rigoroso do que o aplicado na Capital pelo então prefeito Gilberto Kassab (PSD). Representantes das secretarias de Desenvolvimento Urbano e do Meio Ambiente devem participar do encontro para esclarecer dúvidas.

Ainda na sessão de ontem, o vereador Douglas Gonçalves (DEM) voltou a pedir providências para o tumulto que se forma, nas noites de sexta-feira, nas proximidades do Super Centro do Boqueirão. Ele quer saber se está prevista alguma força-tarefa para coibir abusos.