Ministro do Trabalho reativa Fundacentro

Manoel Dias esteve em Santos ontem e ouviu reivindicações de sindicalistas e vereadores da Cidade. Fundacentro funcionará na Avenida Ana Costa, 21, a partir de setembro

Comentar
Compartilhar
01 ABR 201410h19

O ministro do Trabalho, Manoel Dias, esteve ontem em Santos para anunciar a reativação da Fundacentro. A sede, que funcionará na Avenida Ana Costa, 21, deve recomeçar os trabalhos a partir de setembro deste ano.

A Fundacentro é uma entidade ligada diretamente ao Ministério do Trabalho e Emprego, sendo referência em pesquisas sobre a saúde do trabalhador, elaborando normas e laudos técnicos. “A Fundacentro é um grande centro de pesquisas, desenvolvimento de tecnologias, de doutores nesta área e que, certamente, vão avançar e muito em atividades, criando mecanismos, criando instrumentos de proteção à saúde e à segurança do trabalho”, explicou Dias.

A vinda do ministro à Região é para atender não só a um pedido da gerência regional de Trabalho, mas também para ouvir as reivindicações de sindicalistas e membros da Comissão de sindicatos regionais da Baixada Santista. “O principal motivo da nossa vinda foi responder o convite formulado pela gerência e pela comissão de trabalhadores que está preocupada com a presença da Fundacentro, que já esteve aqui e saiu, e todo esse desenvolvimento do Porto de Santos preocupa os trabalhadores em questão de segurança e saúde. A nós também preocupa”, comenta.

Segundo o ministro, o centro de pesquisa será estruturado com funcionários, pesquisadores, doutores, laboratórios, auditórios e salas de aula. Tudo para desenvolver projetos que ajudem empresas e trabalhadores a cuidar da saúde e da segurança no trabalho.

Ministro Manoel Dias conversou  com vereadores na Câmara Municipal de Santos (Foto: Matheus Tagé/DL)

Dias ainda afirmou que as principais reivindicações dos membros da Comissão tratam sobre a volta da Fundacentro à cidade. “É de fundamental importância esta parceria. Não é a fundação que vem para cá, ela vem junto com eles. Esta comissão, certamente, vai dar um impulso muito grande. Ela vai ajudar enormemente para facilitar para que a gente aqui se instale e aqui desenvolva as ações da Fundacentro”, explica.

A presidente da Fundacentro, Maria Amélia Reis, também esteve em Santos e acompanhou o ministro durante as atividades do dia na Região. Após conversa com sindicalistas e entrevistas à imprensa, o ministro seguiu para uma conversa com os vereadores na Câmara de Santos. À tarde, ele visitou a Avenida Perimetral e o Porto de Santos. A agenda de Manoel Dias encerrou após o ministro participar da abertura da sessão ordinária da Câmara Municipal.

Presidente da Fundacentro explica sobre volta a Santos

A presidente da Fundacentro, Maria Amélia Reis, acompanhou o ministro do Trabalho, Manoel Dias, em Santos. Segundo ela, até setembro, o órgão estará pronto para desenvolver pesquisas e projetos voltados à saúde e segurança do trabalhador.

DL - Após a formalização de doação do imóvel, o espaço será reformado?

Maria Amélia - A Fundacentro já protocolou na semana passada (27/03) os documentos solicitados pela Secretaria do Patrimônio da União (SPU) para formalizar a doação. O prédio está localizado na esquina da Avenida Ana Costa com a Rua Júlio Mesquita, área que concentra uma quantidade expressiva de sindicatos. Isso é muito importante, pois a instituição poderá ouvir as demandas dos trabalhadores. Parte do imóvel é usada pelo Ministério da Agricultura. Uma área de aproximadamente 2.850 m² será destinada ao Escritório de Representação da Fundacentro na Baixada Santista. Em geral, o imóvel apresenta bom estado de conservação estrutural, mas algumas adequações são necessárias. Um engenheiro já fez o layout para a reforma inicial. A primeira coisa que queremos garantir é um espaço para poder receber o público e possibilitar a criação e difusão de conhecimento em Segurança e Saúde no Trabalho na região.

Presidente diz que unidade estará pronta até setembro (Foto: Matheus Tagé/DL)

DL - Qual o planejamento para servidores?

MA - Já temos dois servidores trabalhando para a reativação do escritório em Santos, um da área técnica e um da administrativa. Depois faremos um processo seletivo interno para deslocar mais cinco pessoas para região.

DL - Como será a estrutura do imóvel?

MA - Em um primeiro momento, no salão principal, teremos uma sala de treinamento, um auditório, quatro salas destinadas aos técnicos, área de exposição e escritórios administrativo e de chefia.  O projeto também prevê um espaço para leitura e publicações sobre Segurança e Saúde no Trabalho. Em um segundo momento, haverá a ampliação da área técnica e do auditório.  Haverá ainda uma sala de atendimento do Ministério do Trabalho e Emprego, parque gráfico e estacionamento.

DL - O que a Fundacentro vai oferecer para os trabalhadores da região?

MA - A Fundacentro terá espaços para a realização de cursos e eventos, que possibilitarão que conhecimentos sobre Segurança e Saúde no Trabalho sejam compartilhados e temas relevantes para a prevenção de adoecimentos e acidentes do trabalho na região sejam discutidos. Os trabalhadores também poderão conhecer publicações da área.  As ações e projetos desenvolvidos levarão em conta os problemas locais, priorizando a discussão tripartite. Estaremos sempre abertos para ouvir as demandas dos trabalhadores e buscar soluções conjuntas por meio de nossos estudos e pesquisas.    

DL - Qual a expectativa para o início das atividades?

MA - Pretendemos que em as atividades sejam iniciadas até setembro deste ano.