Descredenciamento de 362 estudantes é suspenso em Cubatão

O descredenciamento passaria a vigorar ontem, e o adiamento foi anunciado pela manhã, pelo secretário de Educação, Pedro de Sá

Comentar
Compartilhar
11 ABR 2018Por Da Reportagem08h40
Adiamento foi anunciado pelo secretário de Educação, Pedro de Sá, em reunião com representantes dos universitários, o prefeito Ademário Oliveira e os vereadores Erika Verçosa e Márcio NascimentoFoto: Divulgação/PMC

A Secretaria Municipal da Educação suspendeu, até o dia 30, o descredenciamento dos 362 usuários do transporte universitário que não utilizaram o sistema em três ou mais dias da semana durante o mês de março. Essas ausências foram apontadas durante monitoramento feito por assessores do órgão.

O descredenciamento passaria a vigorar ontem, e o adiamento foi anunciado pela manhã, pelo secretário de Educação, Pedro de Sá, durante reunião com representantes dos universitários, da qual participaram o prefeito Ademário Oliveira e os vereadores Erika Verçosa e Márcio Silva Nascimento, o Marcinho, e membros da Comissão de Educação da Câmara.

Decidiu-se, também, que os estudantes relacionados poderão apresentar recursos até a sexta-feira (13), das 9 às 16h, no Serviço de Bolsas e Passes da secretaria (Praça dos Emancipadores, s/nº, Centro) ou via email [email protected] O formulário do requerimento está disponível em http://bit.ly/RecursoTranspUniv.

Até o dia 18, serão divulgados os resultados das análises destes recursos, durante reunião marcada para as 15h, no Paço Municpal Piaçaguera - na qual serão analisadas, também, demais pendências e propostas relacionadas ao assunto.

O prefeito afirmou que a administração municipal está desenvolvendo gestões no sentido de que a empresa responsável pelo transporte implante o controle eletrônico dos usuários, o que reduzirá bastante as falhas na fiscalização de frequência.

Cubatão é a única cidade da Baixada onde o transporte universitário é totalmente custeado com recursos da Prefeitura. São 21 ônibus, que transportam 900 universitários às unidades de ensino superior da região.

Atualmente, 360 estudantes estão na lista de espera de credenciamento. A constatação de que muitos veículos estavam circulando com baixa frequência levou à criação de uma força-tarefa para fiscalização, a qual constatou, em março, faltas frequentes de 362 estudantes.

Cada estudante que é descredenciado abre vaga para um universitário da fila de espera.