Corpo achado na Indonésia não é de brasileiro, diz família

Fernando Vieira Campello, de 24 anos, está desaparecido desde sexta-feira, 30, quando voltava de um bar com um amigo para o hotel

Comentar
Compartilhar
03 FEV 201519h00

O corpo de uma pessoa que se afogou no mar, na região de Lombok, na Ilha de Gili Trawangan, na Indonésia, não é do brasileiro Fernando Vieira Campello, de 24 anos, de acordo com a família. Campello está desaparecido desde sexta-feira, 30, quando voltava de um bar com um amigo para o hotel onde eles estavam hospedados. Campello vive há três anos em Surfers Paradise, em Gold Coast, na Austrália. As buscas pelo rapaz continuam.

O corpo de um homem foi achado na ilha nesta terça-feira, 3, já em estado de decomposição. Inicialmente as autoridades locais pensavam se tratar do jovem, mas a mãe dele, Luciana Vieira, foi ao local e não reconheceu o corpo.

Rodolfo Tadeu, tio de Campello que está no Brasil, explicou que o corpo tem características diferentes das do rapaz. "A pessoa que morreu tinha 1,80 metro e o Fernando tem 1,70. Também não tinha as tatuagens do Fernando no braço. Mesmo que esteja em estado de decomposição (o corpo), é incontestável que não é ele" afirmou. "Nossos sentimentos à família dessa pessoa que faleceu."

Segundo Tadeu, a Interpol (polícia internacional) e o governo australiano estão ajudando nas buscas. "Estamos confiantes que o Fernando está vivo. As buscas vão continuar e logo vamos achá-lo", afirmou. Ele explicou que as buscas nas matas locais já começaram. Em nota, o Itamaraty afirmou que "a Embaixada do Brasil em Jacarta está ciente do caso do desaparecimento do brasileiro na Indonésia" e que estão sendo mantidos contatos com a família do brasileiro e com as autoridades locais. "O Ministério das Relações Exteriores está acompanhando a situação e prestará toda a assistência consular cabível."

Fernando Vieira Campello segue desaparecido (Foto: Arquivo Pessoal)

Colunas

Contraponto